Cedral

Criminoso que roubou e matou travesti em Cedral (SP) será julgado em novembro

autor: Da Redação

Publicado em

COMPARTILHE!  

A justiça marcou para novembro o julgamento do criminoso acusado de roubar e matar a travesti, Emanuelly Castro, em abril desde ano, em Cedral (SP). Willian Merge Rodrigues, de 26 anos, teria contado com a ajuda de um adolescente de 16 anos, que está internado na Fundação Casa de São José do Rio Preto (SP).

O crime ocorreu no dia 26/04 deste ano, no bairro Jardim Galante. De acordo com a denúncia, Willian roubou o celular e o dinheiro da vítima, enquanto o adolescente matava Emanuelly a pauladas.

O adolescente que já possuía passagem por ato infracional por tráfico de drogas, era morador da cidade de Leme (SP) e estava hospedado na casa do pai que mora em Cedral. Desde ele então está internado na Fundação Casa de Rio Preto.

Os autores teriam confessado o crime, onde afirmaram que o assassinato não possuía relação com transfobia ou qualquer crime de ódio. Willian responde por latrocínio, onde a pena pode chegar a 30 anos de prisão. O julgamento está marcado para o dia 3 de novembro, às 13h30.