Gazeta em Vídeo

Destaques

Leitora da Gazeta na Itália fala sobre como anda a vacinação no país

autor: Luiz Aranha

Publicado em

COMPARTILHE:  

A leitora da Gazeta do Interior, Francine Arioza, que mora em Roma há 17 anos, gravou um vídeo para falar sobre a atual situação da vacinação contra a COVID-19 na Itália. Ela relata que apenas pessoas vacinadas podem frequentar locais como bares, restaurantes, cinemas, teatros, academias, etc.

Francine conta que desde julho desse ano que todas as pessoas acima de 12 anos já podiam ser imunizadas contra a doença. No país, a campanha de vacinação também gerou muita dúvida, briga política e muitos moradores se recusaram a receber o imunizante.

“Desde o dia 06 de agosto que locais fechados como bares, restaurantes, cinemas, teatros e academias exigem um documento greem pass, que deve conter o nome completo do cidadão, com data de nascimento e qual vacina ele recebeu. Isso gerou muito protesto aqui, pois muitas pessoas se recusaram a tomar a vacina”, explica.

Ela fala ainda que, a partir de setembro, o documento também será exigido para os alunos voltarem às escolas e também nos transportes públicos, como metrôs, trens e ônibus.

Segundo dados do governo Italiano, o país possui quase 68% da população com mais de 12 anos que completaram o ciclo de vacinação. Dos 72.920.991 moradores, 35.128.774 pessoas já receberam as duas doses do imunizante da AstraZeneca, Pfizer ou da Moderna, ou a dose única da Janssen.

A disseminação da variante Delta, já predominante na Itália, não foi capaz de fazer os contágios explodirem, segundo jornais locais, o que pode ser explicação pela vacinação avançada.