Vicinal Abel Pinho Maia que liga Potirendaba a Ibirá continua abandonada e fazendo vítimas

Posted by at 10:10 Comments Print

A vicinal Abel Pinho Maia que liga Potirendaba a Ibirá continua abandonada e fazendo vítimas a cada dia que passa. Falta de sinalização, curvas perigosas, condições precárias e imprudência já tiraram a vida de oito pessoas e deixaram dezenas feridas.

No último acidente, um jovem de 18 anos por pouco não perdeu a vida na curva mais perigosa do trecho. Era por volta das 2h50 do último sábado 27/04/2019, V.S.F. voltava de moto de Ibirá, quando perdeu o controle da direção na curva e tentou pular da moto para sobreviver.

Ele fraturou as duas pernas, sofreu fratura exposta do fêmur e ainda quebrou na altura do ombro. Um amigo que estava com ele em outra moto pediu ajuda para o motorista de um ônibus que passava pelo local.

O motorista acionou socorro médico e o jovem foi levado para a Santa Casa de Ibirá. Devido à gravidade dos ferimentos, ele foi transferido para o Hospital de Base de São José do Rio Preto, onde ainda segue internado, aguardando cirurgia.

“A rodovia não tem nenhum tipo de sinalização, sem acostamento. Essa curva onde meu irmão sofreu o acidente é extremamente perigosa e muita gente já morreu nela, mas infelizmente ninguém toma nenhuma atitude”, fala o irmão do rapaz que prefere não ser identificado.

A Gazeta do Interior já relatou a morte de oito pessoas no trecho de apenas 12 quilômetros. No trecho de pista simples, sem acostamento e sinalização é praticamente impossível desviar das centenas de buracos e consequentemente pneus estourados, carros quebrados ou acidentes.

Com muito sacrifício, alguns buracos até chegam a ser tapados, mas além da trepidação provocada pelo desnível no asfalto, com as chuvas, eles voltam a surgir rapidamente. A responsabilidade de conservação compete exclusivamente às prefeituras de Potirendaba e Ibirá, que, procuradas nesta última sexta-feira (03/05/2019), até agora não responderam nossos questionamentos.

(Foto: Arquivo pessoal)

Cidades Destaques Últimas Notícias ,

Related Posts