Vereadores de Ibirá (SP) querem aumento de salário de R$ 4,9 mil; projeto causou revolta em moradores

Posted by at 10:42 Comments Print

Reportagem de 12/12/2019

Os vereadores de Ibirá (SP) querem aumentar seus salários a partir de 1º de janeiro de 2020 para R$ 4,9 mil. O projeto de lei que tramita na Câmara pede ainda que em 2021 este valor salte para R$ 5,9 mil.

O construtor, Hudz Negrini, de 37 anos, mora em Ibirá e diz que achou um absurdo um projeto destes na situação econômica que o país se encontra.

“Eu acho um absurdo, ainda mais quando vejo funcionários recebendo um salário mínimo com os descontos não chegar a R$ 800 mensal e um vereador querer aumentar seu próprio salário pra R$ 4,9 mil”, reclama.

Nas redes sociais, diversos moradores postaram a indignação com o desejo de aumento dos vereadores. “Em um município pobre como o nosso, para trabalhar dois dias por mês, o que ganham já é mais que suficiente”, afirma a arquiteta, Maria Aparecida Gonçalves Gonzaga.

“Isso é uma vergonha, muitos que trabalham como coletores de lixo, motorista, garis, esses sim que precisam ser lembrados para dar aumento de salário, tenho certeza que nem lembram deles”, diz outro cidadão.

O projeto de autoria da mesa diretora da Câmara tramita no legislativo e deve entrar em votação na próxima segunda-feira (16/12). Se aprovado, o reajuste vai causar um impacto de mais de R$ 117 mil no orçamento da Câmara.

Atualmente o subsídio de um vereador de Ibirá é de R$ 4 mil e do presidente R$ 5 mil. O reajuste desejado é de R$ 22,5%.

O aumento no subsídio dos oito vereadores e também do presidente seria de R$ 900, cada, por mês. Hoje a Casa gasta com os parlamentares R$ 537.340,00 por ano, com o aumento, o Legislativo passará a pagar R$ 564.852,00/ano.

Para a próxima legislatura de 2021 este impacto pode ser ainda maior. De R$ 4,9 mil, os salários dos parlamentares saltará para R$ 5,9 mil e do presidente para R$ 6,9 mil.

O presidente da Câmara, João Carlos Faria, disse em entrevista à Gazeta na manhã desta quinta-feira (12/12) que vai retirar o projeto. “Eu desde o começo fui contra, mas outros colegas queriam. Chegamos a um acordo e vamos retirar o projeto”, disse.

Nossa reportagem vai continuar acompanhando o caso.

(Foto: Gazeta do Interior-arquivo)

Destaques Política Últimas Notícias , ,

Related Posts