Vereadores de Bady Bassitt (SP) rejeitam novo pedido de comissão processante contra Tobardini

Posted by at 12:00 Comments Print

Quinta-feira, 18 de junho de 2020

A Câmara dos Vereadores de Bady Bassitt (SP) rejeitou um novo pedido de abertura de comissão processante contra o prefeito, Luiz Antonio Tobardini (PSBD). Ele é acusado de ter realizado compra de próteses dentárias sem licitação.

O resultado foi quatro votos contra e três votos favoráveis à abertura da investigação. Durante a 10ª sessão ordinária de 2020, além da denúncia, indicações e requerimentos também foram aprovados.

Tobardini foi denunciado por ter cometido infração político-administrativa grave, sujeita à apuração e sanção pela Câmara Municipal e Vereadores. Segundo informações do Portal da Transparência, em 2017, 2018 e 2019, Tobardini pagou a empresa, D. De Moraes Próteses Odontológica, através de dispensa de licitação.

Segundo a denúncia feita pelo vendedor, Eduardo Henrique Dourado, morador de Bady, os valores pagos nestes três anos somam um total de R$ 158.480,00. Ele acusa o prefeito de ter praticado os crimes contra a Lei de Responsabilidade Fiscal, usando indevidamente dinheiro público e principalmente contra a Lei de Licitações.

Confira a votação:

Airton da Silva Rego (PL) – FAVORÁVEL

Carmen Lúcia Silva (PSD) – FAVORÁVEL

João Rodrigo Vieira (DEM) – ABSTEVE

Márcio Elias “Marmitão” (PSDB) – CONTRA

Milton Verni (CIDADANIA) – CONTRA

Rafael Damásio (MDB) – CONTRA

Rosangela Aparecida Scoca (PTB) – FAVORÁVEL

Vanderlei Barufi (MDB) – CONTRA

O presidente da Casa, Adalmur Imada, não teve direito a voto por ser propositura de maioria simples, conforme artigo 22 da Lei Orgânica do Município. Segundo os vereadores, a abertura da comissão processante, neste momento, seria totalmente inviável, principalmente pelo fato de o serviço prestado ser de extrema importância à saúde da população, além de a matéria ter contado com aprovação do Tribunal de Contas do Estado referente ao período.

Este é o segundo processo contra Tobardini também por contratar serviços sem licitação. Em uma votação igual a esta, no dia 04/06 os vereadores também decidiram arquivar o processo.

Segundo a denúncia feita por um vendedor de São José do Rio Preto, o prefeito teria contratado uma empresa para realizar o transporte de pacientes e atletas, além de aluguel de veículos, sem licitação. O valor dos serviços era de R$ 123,1 mil.

(Foto: Colaboração Câmara de Bady Bassitt)

Destaques Política Últimas Notícias , ,

Related Posts