Verba para construção da ponte que liga Novais a Catanduva é liberada

Posted by at 16:22 Comments Print

A verba para a construção da ponte que liga Novais a Catanduva finalmente foi liberada. Seis pessoas morreram de janeiro até agora no local.

Desde janeiro, foram seis mortes no buraco de dez metros onde antes havia ponte na vicinal, Alberto Lahoz de Carvalho, entre Catanduva e Novais. Desde janeiro, o trecho está interditado. A vítima mais recente foi Mário Sérgio de Oliveira, morador de Cajobi, que morreu após capotar o carro que dirigia. Ele teria batido em uma barreira de concreto colocada para impedir que os veículos caiam na cratera.

Eunice Tomazeli dos Santos, prima de Mário, conta que a família ainda está bastante abalada com a morte dele. “A esposa dele mudou pra Catanduva. Todo mundo está muito triste com a perda do meu primo, ele está fazendo muita falta”, conta.

No dia 23 de janeiro, três corpos foram encontrados dentro de um carro que caiu no rio. Claudinei de Paula Ortega, 34 anos, Wilson José de Souza, 39, e Ricardo Perpetuo Borges, 30, eram moradores de Tabapuã. No dia 24, mais um corpo foi achado. Sérgio Semensato Júnior, 27 anos, que era de Novo Horizonte. Em fevereiro, um caminhão carregado com 14 toneladas de telhas caiu no buraco e o motorista, Luciano de Olivera, 41 anos, morador de Catanduva, morreu.

Quatro cidades vizinhas utilizam a vicinal: Catanduva, Novais, Tabapuã e Olímpia – um movimento de aproximadamente 38 mil pessoas diariamente. A formalização da mudança no convênio será feita em São Paulo. Técnicos do Estado virão analisar os projetos. Assim que forem assinados, a licitação para início das obras será aberta.

A obra tem custo estimado de R$ 825 mil. O dinheiro virá da substituição de um convênio, no valor de R$ 2 milhões, que a prefeitura de Catanduva tinha com o Estado. O dinheiro seria investido na construção da segunda ponte na avenida Kionary Uemura, ao lado da UPA.

O convênio será mantido, mas R$ 825 mil serão destinados à ponte entre o município e Novais e R$ 530 mil para a da Santa Paula. Ambas foram destruídas por chuvas de janeiro. Outros R$ 645 mil irão para a continuidade do anel viário no trecho da avenida Pindamonhangaba, no fundo do bairro Bom Pastor. As mudanças no convênio foram autorizadas pelo governo estadual.

(Foto: Colaboração leitores-arquivo)

 

 

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , ,

Related Posts