Vendas de ovos de chocolate permanecem aquecidas mesmo produto estando 5% mais caro que 2017

Posted by at 13:54 Comments Print

Mesmo com um aumento de 5% no valor da venda do preço dos ovos de chocolate, a venda do produto este ano permanece igual ao mesmo período do ano passado. Supermercados de Potirendaba acreditam que os estoques serão zerados.

Com base na retomada do crescimento da economia, os consumidores voltaram a consumir mais produtos na Páscoa deste ano. Para a Associação Paulista de Supermercados (APAS), o cenário positivo do mercado já impulsiona a volta pela procura de produtos tradicionais desta sazonalidade, a exemplo da previsão de crescimento de 4% a 5% nas vendas de ovos de chocolate, mesmo estando mais caros.

Em Potirendaba, o dono de um supermercado fala que as vendas estão excelentes, porém a preferência dos consumidores tem mudado. “Nós temos notado que os consumidores tem optado por barras de chocolate ou caixas de bombom que são mais em conta e vem uma quantidade maior de chocolate. Porém também temos notado que os consumidores tem comprado mais ovos artesanais, por isso do crescimento da venda das barras de chocolate”, fala Renato Maluf.

Em uma de suas lojas, no Centro da cidade, os ovos já praticamente já se esgotaram da parreira que foi montada e ele afirma que não há mais em estoque para reposição. “Vamos vender o que tem e não vamos comprar mais”, fala Renato.

Mas quem prefere algo mais em conta e mais chocolate, as caixas de bombom estão com a bola toda. No supermercado de Renato, a caixa da Nestlé de 375 gramas custa R$ 6,99 e da Lacta R$ 9,49. Já os ovos que ainda restam, variam de R$ 25 a R$ 68,00.

Logo após o carnaval, os supermercados traçaram estratégias de venda e começaram a preparar as lojas para receber os produtos de Páscoa, onde desenvolvem estratégias de marketing para atrair os consumidores. De acordo com a APAS, as ações mais realizadas por cerca de 70% dos supermercadistas foram mudança de layout da loja (gôndolas, ilhas, parreira de ovos, decorações especiais, entre outras), degustações no ponto de venda, descontos e ofertas especiais em produtos típicos da data. Em menores proporções, estão ações como promoções “mais-por-menos” e interatividade com as crianças.

(Foto: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Destaques Economia Últimas Notícias , , , ,

Related Posts