Um banco é assaltado por dia no Estado; na Capital um a cada três dias

Posted by at 11:56 Comments Print

Luiz Aranha

luiz@gazetainterior.com.br

Apesar de uma ligeira queda na comparação com o ano passado, os quatro primeiros meses de 2012 mostraram números preocupantes para os crimes de roubo ou assalto a bancos. Dados da Secretaria de Segurança pública do Estado de São Paulo, divulgados no último fim de semana de maio, apontam que, em média, pelo menos um banco é assaltado por dia em todo o Estado, colocando em risco a vida de clientes e, principalmente, funcionários.

Na Capital Paulista o índice também é alarmante: aponta que a cada três dias uma agência bancária é alvo de criminosos. Segundo a SSP/SP, até abril, 72 bancos foram assaltados em todo o Estado e 36 na cidade de São Paulo.

Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), em 2011, o número de pessoas mortas em assaltos envolvendo bancos cresceu 220% em São Paulo, saltando de cinco para 16 casos, colocando o Estado como campeão dos registros. Em todo o Brasil foram registradas 49 mortes, nos 1.581 assaltos a bancos, o que dá uma média de mais de quatro por dia.

Ainda de acordo com a Contraf, apesar dos bancos terem lucrado cerca de R$ 50,7 bilhões no ano passado, os cinco maiores bancos do País investiram apenas R$ 2,6 bilhões em segurança – pouco mais de 5%.

Em abril deste ano, a justiça do Trabalho condenou o banco Bradesco de Potirendaba a pagar indenização de R$ 350 mil, a um vigia que foi atingido por seis tiros durante um assalto na agência bancária, em 2006.

Dair José de Souza de 35 anos ficou com sequelas irreversíveis, fala e anda com grande dificuldade e sobrevive com dois projéteis alojados na cabeça. De acordo com a sentença, a entrada dos bandidos na repartição no dia do crime, foi facilitada porque não havia porta com detector de metal. Dair, o único segurança da agência, e um cliente foram atingidos pelos tiros.

Febraban diz que investe quase R$ 10 bi a cada ano

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informa que tem investido anualmente no País quase R$ 10 bilhões em segurança física e tecnológica nas agências de todo o País.

Segundo a federação, os investimentos crescentes são mais de três vezes superior ao que era gasto no início da década.

“O que resultou em uma redução expressiva nos assaltos, que vêm caindo consistentemente ao longo dos anos. De 2000 para 2010 houve uma queda de 82% nos assaltos às agências bancárias, que reduziu de 1.903 para 337 ocorrências”, justificou, em nota.

(Foto: Luiz Aranha)

(Editoria de Artes Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , ,

Related Posts