Só após denúncia da Gazeta que casas em Nova Aliança são entregues

Posted by at 9:51 Comments Print

O sonho de ter a casa própria virou um pesadelo para 27 famílias de Nova Aliança. Entregues aos moradores no dia 21 de abril desse ano, algumas famílias ainda não tinham recebido as residências por faltava energia elétrica. Só após a Gazeta do Interior mostrar o drama das famílias é que as moradias foram finamente entregues na última semana.

A reportagem foi publicada na edição impressa do jornal na edição deste mês de julho.

O conjunto habitacional “Nova Aliança G” foi construído por uma empresa de Nipoã (SP), através da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU). A obra que começou em 2013 e foi entregue pelo governador de São Paulo só este ano, custou aos cofres públicos R$ 3 milhões.

A Gazeta foi ao local e conversou com os moradores. Parte das casas recebeu energia elétrica por que foi puxada de outro bairro. As outras 27 ainda estão sem energia, segundo os proprietários, por que o transformador não foi instalado. Além das residências, as ruas também estão no escuro quase três meses depois da obra ter sido entregue.

Pai de cinco filhos, dois deles com deficiência física, o frentista Ricardo Pinto da Fonseca paga R$ 380 de aluguel por mês. Dinheiro que, segundo ele, faz falta no orçamento da família. “Como minha esposa cuida dos filhos, apenas eu trabalho. Se a gente já estivesse morando na casa esse dinheiro poderia ser usado para comprar outras coisas dentro de casa”, afirma.

Por medo de perder a casa que foi contemplada, uma das moradoras pediu para não ser identificada. A mulher que tem dois filhos, ganha R$1 mil por mês e paga R$ 500 de aluguel. “Já liguei na CDHU, na construtora, prefeitura, assistente social e deram vários prazos, mas já estamos em julho e até agora nada”, afirma.

Outra situação que também intriga os contemplados é que nenhum contrato foi assinado até agora com as 27 famílias. Situação que põe em risco a contemplação de cada morador.

“A gente não tem prova nenhuma de que ganhamos ou não a casa. Um dos motivos que eu não quero aparecer na reportagem é por medo de que eles tomem minha casa, pois se não tenho contrato, como vou falar que é minha”, questiona.

Procurado pela nossa reportagem no dia em que a matéria foi feita, o prefeito da cidade, Jurandir Barbosa, disse que foi um problema com a Companhia Nacional de Energia Elétrica e que o problema ia ser resolvido. “Eles fizeram um compromisso comigo esta semana (dia 10) e com a CDHU e que vamos entregar e assinar os contratos tudo na quinta-feira dia 17”, disse.

(Foto: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias ,

Related Posts