Seu Moço e MC Guimê animam multidão em abertura do carnaval de Potirendaba

Posted by at 10:05 Comments Print

Milhares de foliões fizeram a festa na abertura do carnaval de Potirendaba na noite desta última sexta-feira (24/02/2017). Os artistas Seu Moço e MC Guimê animaram a multidão.

Ao som de “OLX” e “Arrocha Bem Gostoso”, o vocalista Ricardo Vançan cantou e animou no trio elétrico por cerca de três horas de show. Em seguida o público do camarote Premium pôde conferir os sucessos do funkeiro MC Guimê, como a mistura do “funknejo” como “Suíte 14”. Já era por volta das 2h quando a chuva começou e refrescou os foliões e mesmo assim ninguém arredou o pé.

Quem se apresenta neste sábado (25/02) é o cantor Reinaldinho, ex-vocalista do grupo Terra Samba. No domingo é a vez da banda Chiclete com Banana e o ex-vocalista do Grupo Sambô, Sandamí. Na segunda-feira, dia 27/02, Tati Romeiro e Zulubaba encerram o Poti Folia 2017.

PROIBIÇÃO DE MENORES

Uma decisão do juiz de Potirendaba, Marco Antonio Neves Costa Buchala proibiu a entrada de menores nos camarotes. A justiça já tinha proibido a realização de festas open bar pela prefeitura da cidade depois que menores haviam sido flagrados consumindo bebidas alcoólicas em carnavais anteriores.

De acordo com o organizador, Danilo Taveira, menores de 14 anos estão proibidos de entrar nos camarotes mesmo acompanhados dos pais. “Menor de 14 anos não entra em hipótese alguma. De 14 à 18 anos entra mediante apresentação de um termo de responsabilidade feito a próprio punho pelos pais ou algum responsável desse menor”, diz.

A medida saiu no início da noite desta última sexta-feira e pegou muita gente de surpresa. Pais que já tinham comprado ingressos aos filhos, tiveram que ficar do lado de fora do camarote. “Eu entendo perfeitamente a medida do juiz, pois menor realmente não deve entrar em lugar que tenha bebida alcoólica, mas infelizmente faltou comunicação da organização do evento. Se não tivessem ainda a certeza que menor não ia entrar nem acompanhado dos pais, por que venderam convite”, questiona um pai que prefere não se identificar.

Taveira diz que todos os convites foram vendidos com o alerta de que menor necessitava de autorização por escrito. “A produção alertou durante a retirada dos abadás todos os foliões que necessitava de autorização por escrito dos pais para entrar nos camarotes. Quem não concordasse poderia ser ressarcido no ato da retirada”, explica.

A situação chegou a tal ponto depois que em 2015, durante o Carnapoti, pais, incluindo um vereador da cidade, denunciaram a venda  de convites do camarote open bar para menores. O juiz então multou a prefeitura em R$ 80 mil e estipulou uma multa diária no valor de R$ 18.740,00, caso a prefeitura ou a organização venda camarotes com sistema open bar.

(Fotos: Alex Henrique/Gazeta do Interior)

Cultura Destaques Últimas Notícias , , ,

Related Posts