Saúde de Potirendaba investiga quatro casos suspeitos de sarampo no município

Posted by at 10:05 Comments Print

Reportagem de 11/09/2019

A Coordenadoria de Saúde de Potirendaba investiga quatro casos suspeitos de sarampo na cidade. O país ainda enfrenta uma epidemia da doença com 2,8 mil casos confirmados e quatro mortes.

Em Potirendaba o número de casos suspeitos aumentou para quatro de um mês para o outro. Na edição impressa da Gazeta do mês passado nossa reportagem mostrou que a cidade possuía um caso suspeito em um menino no bairro Jardim das Hortênsias, mas que felizmente foi descartado.

De acordo com a Coordenadoria de Saúde, equipes da vigilância epidemiológica realizaram bloqueios e estratégias foram adotadas. Segundo a mãe, Luciana Custódio dos Santos, o menino de um ano não tomou a vacina tríplice viral que protege contra o sarampo, caxumba e rubéola.

“Ele teve febre alta durante uns quatro dias, ficou enjoadinho, teve várias manchas pelo corpo, foi medicado e agora está bem. Felizmente o resultado saiu e ele não estava com essa doença”, diz a mãe.

Amostras de sangue dos pacientes foram enviadas ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo e os laudos tem até 30 dias para ficaram prontos.

Em todo o país, a população com idade entre 20 e 29 anos é a mais afetada até agora e, por isso, tem prioridade na imunização. Postos de Saúde estão atendendo até aos finais de semana para poder vacinar o maior número de pessoas.

A procura pela vacina em Potirendaba aumentou quase 60% nos últimos 40 dias. Até o fim do mês passado quase 630 pessoas haviam sido imunizadas, mas a coordenadoria pede que todos procurem as salas de vacina o mais rápido possível.

Os sintomas do sarampo são quando a pessoa apresenta febre alta, mal-estar, coriza, irritação ocular, tosse e falta de apetite e dura até quatro dias após o aparecimento das manchas vermelhas. A suscetibilidade ao vírus é geral e a única forma de prevenção é a vacinação.

Não há tratamento para se livrar de uma infecção de sarampo, mas antitérmicos vendidos sem prescrição médica ou vitamina A podem aliviar os sintomas. As complicações do sarampo podem deixar sequelas, tais como: diminuição da capacidade mental, cegueira, surdez e retardo do crescimento.

(Foto: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , ,

Related Posts