Relatório do TCU aponta irregularidades em poços de Bady Bassitt; projeto que quer privatizar a água está parado na câmara

Posted by at 16:35 Comments Print

Um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) divulgado no fim do mês de maio apontou que poços profundos de Bady Bassitt não estão funcionando. O projeto de autoria do prefeito da cidade, Edmur Pradela (PMDB), que pretende privatizar o sistema de água do município está parado na câmara.

A Gazeta do Interior já tinha mostrado, em novembro do ano passado, que os poços estão parados e que a construção do poço profundo foi feita, mas os três reservatórios não tinham sido interligados. O convênio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) firmado entre o Governo Federal e a prefeitura de Bady foi de R$ 1.511.958,60.

Segundo o Portal da Transparência a última liberação da verba foi no dia 1º de abril de 2013 no valor de R$ 453.587,58.

Na época, a assessoria jurídica da prefeitura de Bady Bassitt disse que o projeto para isso é dividido por fases, a última fase foi encaminhada para a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e agora aguarda aprovação para execução do serviço. A assessoria disse ainda que não há prazo, mas acredita que em breve os poços estejam funcionando.

O relatório do TCU diz que conforme informações prestadas pelo Chefe da Funasa, os procedimentos adotados pela Fundação quando um projeto não contém todos os elementos necessários para que o sistema entre em operação ou não contempla a etapa útil, inicialmente é optar pela não aprovação do projeto até que sejam apresentados todos os documentos.

Na justificativa anexada ao projeto enviado ao Legislativo, Pradela diz que constatou a existência de um serviço de sistema de água da cidade ainda precário, necessitando de providências rápidas, precisas e contundentes para que seja melhorado sempre com vistas a garantir a qualidade de vida da população.

Disse também que a concessionária explorará, por sua conta e risco, os serviços públicos de água e esgoto da extensão territorial urbana do município com reserva de água bruta, captação, adução de água bruta, tratamento de água, adução de água tratada e reserva de água tratada por 30 anos, renováveis por mais 30. Já o prefeito da cidade, Edmur Pradela, não atendeu nossas ligações.

(Matéria publicada na edição impressa da Gazeta do Interior do mês de junho de 2015)
(Foto: Agência Gazeta do Interior)

Destaques Política Últimas Notícias , ,

Related Posts