Reforma de praça de Potirendaba (SP) completa um mês após ser embargada pela justiça

Posted by at 10:04 Comments Print

Terça-feira, 07 de julho de 2020

Talvez uma das obras mais esperadas pela população de Potirendaba (SP) completou um mês após ser embargada pela justiça e o cenário para quem passa pelo local é de muita tristeza. A reforma da praça da Matriz da cidade foi paralisada no dia 05/06 e por enquanto não há previsão para ser retomada.

O juiz da cidade, Marco Antônio Costa Neves Buchala, deferiu uma liminar afirmando que a empresa requerida ‘poderia estar impedida em participar da licitação que acabou vencedora’. Na época, a ação foi proposta por duas aposentadas que se dizem contra a reforma da praça.

Conforme a Gazeta mostrou diversas vezes, quem mora em Potirendaba sabe que, há anos, a praça da Matriz deixou de ser um espaço convidativo aos moradores, principalmente durante à noite. Denúncias da nossa reportagem já revelaram que o local servia até como ponto de tráfico de drogas ao ar livre.

A reforma estimada em R$ 1,5 milhão dividiu a opinião de alguns moradores que se diziam contra a revitalização. A justificativa é de que o projeto descaracterizaria a praça e que destruiria o paisagismo existente no local.

A Praça da Matriz de Potirendaba é um patrimônio da comunidade, porém que pertence à igreja Católica que autorizou a reforma do espaço. Na área que começou a ser reformada no dia 03/06 havia canteiros elevados de grama com plantas, alguns coqueiros e duas palmeiras imperiais com mais de 50 anos cada, que foram preservadas – outra parte do paisagismo foi replantada na avenida que liga o bairro rural Vila Nova.

O novo projeto prevê nova pavimentação, iluminação adequada, fontes, novo paisagismo, um calçadão de estacionamentos, banheiros e até lanchonetes. A obra é um desejo antigo de muitos moradores e também da própria comunidade católica que vai utilizar o local para celebração de missas, quermesses e outras festividades do calendário religioso que reúne milhares de pessoas.

No mês passado, uma enquete produzida por um comerciante da cidade revelou que 83,2% da população apoiava a reforma da Praça. O resultado teve mais de 860 votos, sendo 714 a favor (83,2%), 146 contra (17%), 4 votos em branco (não escolheram nenhuma alternativa) e 2 votos nulos (votaram nas duas opções).

No dia 24/06, a Associação Comercial e Industrial de Potirendaba (ACIP) pediu na justiça a limpeza da praça até que a situação seja resolvida. Segundo juiz Marco Buchala, é imprescindível que o município retire os entulhos e limpe a sujeira do local.

“A própria municipalidade, agindo com lisura, reconheceu que a licitação anteriormente realizada não estava adequada e, por isso, acabou por anular aquele ato. Porém, já havia iniciado as obras de forma acelerada, o que causou aos munícipes o transtorno relatado no processo e nos documentos juntados. Desse modo, fica autorizada a Municipalidade a providenciar a retirada de entulhos e providenciar a limpeza do local e das vias públicas próximas”, disse o magistrado.

O departamento jurídico da Prefeitura de Potirendaba disse que ainda aguarda julgamento de um recurso em São Paulo que, na primeira instância, por ora, apenas foi autorizada a limpeza e remoção do entulho. Sobre a nova licitação, a prefeitura disse que já está em andamento.

(Foto: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias

Related Posts