Reajuste de quase 80% na tarifa de água divide opiniões em Uchôa

Posted by at 8:44 Comments Print

Os moradores de Uchôa começaram o ano de 2013 com o reajuste de 78% na tarifa de água, que vem causando reclamações por parte da população. O valor mínimo que anteriormente era de R$ 8,46 por 10 metros cúbicos de água tratada com o esgoto, a mesma quantidade passou para R$ 15.

O assunto divide opiniões na cidade, há quem concorde com o reajuste e há quem discorda do aumento. O policial aposentado, Marcos Antônio Marton, 48, anos, fala que é a favor do reajuste. “Sou a favor, porque tudo tem uma inflação hoje, tudo sobe e a água não vai subir? Eu acho a água de Uchoa muito barata, não falta água para gente e nós temos uma boa qualidade de água”.

Outro morador que concorda com o aumento na tarifa de água é o bombeiro civil, Atos William Messias, 24 anos. “Sou a favor, acho que pago um preço justo, e quando mexer no bolso das pessoas, elas se conscientizará e gastará menos”, diz.

Por outro lado, há quem discorde da atitude tomada pelo poder executivo do município, principalmente pelo fato de ter reajustado a tarifa sem aviso prévio. O administrador de empresas, Gabriel Tadeu Pereira, 30 anos, se queixa sobre isso. “Em relação ao preço, eu até concordo, mas tinha que avisar a população antes, eu tenho condição de pagar, mas infelizmente tem pessoas que não tem, a prefeitura devia ter divulgado o motivo do reajuste”, completa.

O pintor, Gustavo Mateus, 27 anos, é outro morador que não ficou satisfeito com o reajuste da prefeitura. “Não tem como ser a favor, o Sarah Vida, que inclusive é o bairro do prefeito, vive sem água, já cheguei a tomar banho com o que tinha no reservatório. Se houvesse qualidade, seria um aumento normal, mas aconteceu o reajuste e o fornecimento piorou”, desabafa.

Alguns moradores questionam ainda o motivo da retirada da tabela dos valores de água da conta de água, a nossa reportagem investigou o caso e verificou que em março de 2012 foi o último mês que a tabela com os valores da água foi divulgada a população.

O prefeito do município, José Cláudio Martins, fala que o que levou ao aumento da tarifa de água foi o fato de não haver reajuste há muitos anos e que a arrecadação não supre os gastos com a manutenção dos serviços de abastecimento. “Para equilibrar as despesas com a manutenção dos serviços. O valor passou de 1.000 litros de água que era de R$ 0,57 foi para R$ 1,00. Mesmos com o aumento Uchoa continua com a tarifa de água mais barata da região. E aumentamos para equilibrar os gastos com investimentos e manutenção dos serviços”, completa o prefeito.

De acordo com a lei Nº 2.290/2002, art. 25, parágrafo único, “O preço será reajustado anualmente com base nos custos do DAE (Departamento de Água e Esgoto), no exercício anterior e através de Lei específica, não sendo nunca inferior ao IGPM-M dos últimos doze meses divulgado em janeiro pelo Governo Federal, devendo ser suficiente para cobrir todos os custos de produção, manutenção, recuperação de equipamentos, funcionários e administração, sob pena do Administrador Público incorrer nos crimes Previstos em Lei”.

O que muitos da população reclamam e questionam é que não lhe foram apresentados em nenhum lugar os custos de manutenção do DAE, tornando esse reajuste obscuro. “Eles deviam ter divulgado o valor dos custos que assim a população teria como dizer se o aumento foi justo ou não”, diz Gabriel.

Por conta do reajuste, os rumores de que a Sabesp está muito próxima de atuar na cidade ganham cada vez mais força, porém, o prefeito é categórico ao falar sobre o assunto. “Enquanto eu estiver no comando do Executivo a Sabesp não entra em Uchoa”, afirma Cláudio.

Foto: Diogo De Maman

Cidades Destaques Últimas Notícias , ,

Related Posts