Rapaz desaparecido é encontrado morto em rio de Potirendaba

Posted by at 12:55 Comments Print

Um rapaz de 26 anos morreu ao cair com o carro de cima de uma ponte às 18h deste sábado (25), em Potirendaba. Richard Fernandes saia do trabalho e ia para casa se preparar para um casamento.

Aroldo Endo, cunhado de Richard, contou que ele estava desaparecido desde ontem. “Ligamos pra ele antes dele sair do serviço e depois não conseguimos mais falar com ele”, diz.

Richard que morava em Ibirá, era soldador em uma usina de cana-de-açúcar de Potirendaba e pediu autorização para sair mais cedo para ir ao casamento às 20h de ontem na cidade dele. O cunhado conta ainda que o rapaz sempre ia trabalhar de ônibus, mas que foi de carro para dar tempo de ir para o evento.

O acidente aconteceu na estrada municipal que liga Potirendaba à Ibirá. Há poucos metros da usina onde Fernandes trabalhava existe uma ponte que quando chove forma aquaplanagem, segundo funcionários da empresa.

Neste último sábado choveu quase o dia todo e no momento do acidente chovia ainda mais forte. A Perícia Técnica que esteve no local acredita que o soldador tenha perdido o controle da direção na água formada na pista e caído de cima da ponte.

Na manhã deste domingo (26) funcionários da usina viram um carro dentro do rio apenas com as rodas para fora da água e acionaram a Polícia Militar. A área foi isolada e familiares de Richard foram chamados.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para a retirada do veículo e do corpo, mas o caminhão em que eles vinham para realizar o resgate quebrou dentro de Potirendaba e não chegou para fazer a remoção.

Com uma retro escavadeira, funcionários da usina de cana retiraram o veículo de dentro da água e parentes confirmaram ser o veículo do rapaz. Uma multidão de curiosos se formou no local para ver a retirada do automóvel.

Ainda de acordo com peritos, a hipótese é de que Fernandes bateu com a cabeça no pára-brisa do veículo no momento do acidente e morrido na hora. A frente do carro e a lateral do motorista ficaram bastante destruídas. O laudo da perícia com as verdadeiras causas da batida deve sair em trinta dias.

(Fotos: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias ,

Related Posts