Quadrilha explode e rouba empresa de transporte de valores de Araçatuba; um policial foi morto durante troca de tiros

Posted by at 9:24 Comments Print

Criminosos fortemente armados explodiram a sede da empresa de trasporte de valores Protege na madrugada desta segunda-feira (16/10/2017), em Araçatuba (SP). Um policial civil foi assassinado a tiros durante a ação.

Segundo a Polícia Militar, a quadrilha também ateou fogo em caminhões e atirou contra a sede do Comando de Policiamento do Interior, CPI-10, da Polícia Militar, que fica próximo ao local do crime.  Eles estariam usando dinamites e armas de grosso calibre como fuzil e metralhadora.

Moradores contaram ao menos quatro explosões na sede da empresa. A parte de trás do imóvel foi completamente destruída, mas ainda não se sabe se os bandidos levaram dinheiro do local.

Ainda de acordo com a polícia, a ação foi violenta e orquestrada, pois enquanto um grupo explodia a sede da empresa, outros bandidos se encarregaram de atear fogo em dois veículos na frente do CPI da cidade. Isso ocorreu para atrasar a intervenção dos policiais que estavam no quartel, segundo que foi apurado.

assalto a protege (1)

Ainda durante a ação, os bandidos dispararam centenas de tiros contra estabelecimentos comerciais no entorno da empresa. Um policial teria sido atingido por tiros durante a ação e acabou morrendo.

André Luís Ferro da Silva, foi socorrido com vida, mas morreu enquanto era atendido na Santa Casa de Araçatuba. Ele era morador das proximidades do CPI e teria ido ao local para averiguar o que estava acontecendo, quando foi baleado pelo ocupante de uma caminhonete. Ele era integrante do GOE (Grupo de Operações Especiais) e deixou esposa e duas filhas menores de idade.

policial morto em araçatuba

A suspeita é de que quadrilha seja formada por quatro grupos, atuando simultaneamente na ação estrategicamente planejada. Um dos grupos ficou na rodovia Marechal Rondon, nas proximidades da Polícia Rodoviária Estadual fechando a rodovia; outro teria fechado trecho da avenida Waldir Felizola de Moraes, próximo ao quartel; o terceiro atacou o quartel e o quarto, a Protege.

Testemunhas informaram que o barulho intenso de tiros permaneceu por ao menos 15 minutos. A Polícia Militar diz que solicitou apoio de cidades da região e que continua nas buscas pela quadrilha. A força-tarefa conta com policiais civis, militares, helicóptero Águia e do Deinter-10.

(Fotos: Colaboração Polícia Militar)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , , ,

Related Posts