Presidente da Câmara de Potirendaba decide cancelar concurso

Posted by at 18:51 Comments Print

O presidente da Câmara de Potirendaba, Luciano José Nunes, decidiu cancelar na última sexta-feira (12/01/2018), o concurso que seria realizado no Legislativo. O motivo justificado através de decreto seria a ‘pressão’ sofrida por outros parlamentares, segundo o presidente.

Aberto no último dia 10/01, o concurso público estava com vagas disponíveis para servente (01 vaga/R$ 1.132,67); Oficial Geral de Secretaria (01 vaga/R$ 2.829,50) e Diretor Jurídico (01 vaga/R$ 4.483,29).

Segundo o decreto 244/2018 publicado na última sexta, Luciano disse que a realização de Concurso Público para preenchimento dos cargos de provimento efetivo existente se deu em virtude dos apontamentos anuais do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo e, também, pela sua orientação pacífica no sentido de que cargos técnicos devem ser preenchidos mediante concurso público, tudo isso em respeito a Constituição Federal.

“Considerando as pressões ocorridas por membros do Legislativo local. Considerando a má-fé de pessoas que agem nos bastidores e que levaram várias infundadas acusações ao Ministério Público a fim de continuar com o apadrinhamento político e, consequentemente, continuação da famigerada segregação de castas; Considerando a observância dos Princípios Constitucionais previstos no artigo 37, orientadores da Administração Pública; Considerando que qualquer que seja o resultado das provas de mérito, haverá impugnações e falsas denúncias a fim de questionar injustamente a lisura do concurso, desgastando a figura do Legislativo de Potirendaba e seu Presidente; Considerando o mérito da Administração consistente na Conveniência e Oportunidade de Revogar seus próprios atos discricionários; Fica rescindido o Contrato celebrado com a empresa Seta Consultoria e Serviços S/S Ltda-ME, bem como revogado Concurso Público nº001/2018, em trâmite perante esta Casa de Leis”, diz trecho do decreto.

Nossa reportagem entrou em contato com a empresa Seta para saber se a devolução do dinheiro será feita aos inscritos, mas ninguém respondeu nossos questionamentos.

(Foto: Luiz Aranha/Gazeta do Interior-arquivo)

Destaques Política Últimas Notícias , , ,

Related Posts