Prefeitura de Urupês (SP) decide liberar cultos e missas na Fase Laranja do Plano São Paulo

Posted by at 9:21 Comments Print

Quinta-feira, 27 de agosto de 2020

A Prefeitura de Urupês (SP) decidiu retomar cultos, missas e as demais atividades religiosas mesmo estando na “Fase2-Laranja” do Plano São Paulo de Flexibilização. Eventos que gerem aglomerações estão proibidos de ser realizados nesta etapa.

De acordo com o decreto assinado pelo prefeito da cidade, Alcemir Cassio Greggio, no dia 21 de agosto de 2020, fica autorizada a retomada gradual de funcionamento de missas e cultos religiosos em Urupês.

“A orientação é para que idosos e pessoas que fazem parte do grupo de risco não frequentem esses eventos neste primeiro momento. É de extrema importância que os templos que realizarem atividades presenciais sigam todas as medidas de prevenção, obedecendo ao limite de frequentadores que é de apenas 40% da capacidade de pessoas sentadas. O uso da máscara é obrigatório para todos, e os templos deverão disponibilizar álcool em gel 70% para a higienização das mãos”, diz trecho do drecreto.

O documento afirma ainda que o ambiente deve estar arejado privilegiando ventilação natural, com portas e janelas abertas. No caso da utilização de ar-condicionado, deve ser feita a limpeza e higienização do sistema de filtros e dutos regularmente. A aferição de temperatura nas entradas dos templos também será obrigatório e pessoas com sintomas febris não deverão adentrar nem permanecer nos eventos, segundo o decreto.

Na “Fase 2-Laranja” do Plano São Paulo, apenas serviços essenciais e comércios estão permitidos funcionar, com capacidade 20% limitada, com a adoção dos protocolos padrões e setoriais específicos, apenas quatro horas por dia. Igrejas e templos religiosos se enquadram em “outras atividades que geram aglomeração”, estando permitas apenas na “Fase 5-Azul” do Plano, o chamado “Normal Controlado”.

Questionado pela Gazeta, o município afirmou que eventos religiosos nunca estiveram proibidos de ser realizados durante a pandemia. Cidades como Potirendaba, que também estava realizando missas e cultos, o Ministério Público pediu a alteração do decreto e mandou fechar estes estabelecimentos.

Em abril, a Justiça federal em Brasília mandou excluir as eventos religiosos presenciais, como cultos e missas, do rol de atividades essenciais, que podem ser mantidas durante a pandemia do novo coronavírus. Uma liminar proíbe atividades que religiosas que gerem aglomerações.

De acordo com o último boletim divulgado ontem, Urupês possui 168 casos confirmados de COVID-19 e infelizmente oito mortes provocadas pela doença. 18 pessoas que testaram positivo para o vírus continuam em isolamento e em tratamento domiciliar.

(Foto: Gazeta do Interior-arquivo)

Cidades Covid-19 Destaques Últimas Notícias , , , , ,

Related Posts