Prefeitura de Potirendaba inicia obras para tirar esgoto de represa e rio

Posted by at 12:35 Comments Print

A prefeitura de Potirendaba deu início na manhã desta quinta-feira (06/09/2018) à tão esperada obra que vai deixar de lançar esgoto na represa e rio da cidade. A previsão é de que o serviço fique pronto em até 30 dias.

A obra é executada com recursos próprios e também através de Parceria Público Privada (PPP), com loteadores. Máquinas e homens da prefeitura deram início aos trabalhos já logo cedo e a previsão é de que sejam concluídos de 20 a 30 dias.

De acordo com o chefe de tarifas e serviço do SAEP, Jessy James Innocenti, tubulações serão instaladas do bairro Luís Pastorelli para lançar o esgoto na rede do bairro Rosário. Do local, o esgoto segue o curso pela tubulação já existente.

“É uma obra muito aguardada por Potirendaba e importante para nossa população. Este é o primeiro e grande passo para despoluirmos a represa da nossa cidade que já não vai mais receber esgoto, porém ainda vamos depender de outras parcerias para garantir a eficiência do serviço”, explica.

A parceria citada por Jessy depende de loteadores que estão com empreendimentos próximos à represa, fazendo com que este esgoto seja lançado da rede por uma tubulação maior até o destino final na Estação de Tratamento de Esgoto do município. “Estamos firmando parceria com este novo loteamento e ele fazendo a parte dele, a represa municipal vai poder ser novamente cheia e ter vida como há muitos anos atrás”.

RECLAMAÇÃO ANTIGA

Há anos que a Gazeta do Interior mostra o derramamento de esgoto no rio e na represa. Em uma propriedade rural, atrás de uma creche do bairro Luís Pastorelli, há metros de distância é possível sentir o mau cheiro e ouvir o barulho da quantidade de litros de dejetos que jorra 24 horas pela tubulação que não tem capacidade de receber o alto volume de esgoto.

Como não há vazão, o esgoto sai dos tubos feito um chafariz dentro da propriedade que vai escorrendo pela área de pastagem até chegar ao leito do rio. Há menos de três quilômetros do local fica a represa da cidade que já virou grande ponto de reclamação no município por causa do mau cheiro e a quantidade de pernilongos.

O que já foi e era para ser o cartão postal da cidade, hoje é de abrigo de usuários de drogas e até criminosos. No local existe um bar que está totalmente destruído, pichado, com vidros quebrados e muita sujeira.

No dia 27 de novembro de 2012, cerca de 7 mil peixes que existiam no local acabaram morrendo por causa do derramamento de esgoto que aconteceu na área. Seis anos depois a represa é um completo de abandono e descaso do poder público e das indústrias que continuam jogando esgoto na rede sem nenhuma providência.

No Distrito Industrial da cidade existe um frigorífico, lavanderias de jeans e uma indústria de refrigerantes. Juntas, elas são responsáveis pela produção do grande volume de esgoto e sujeira que são lançados 24 horas na rede que não suporta a quantidade de dejetos e acaba vazando.

(Foto: Agência Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , ,

Related Posts