Prefeitura de Bady Bassitt se esquece de fiscalizar Lei das Calçadas e população tem que andar na rua

Posted by at 7:00 Comments Print

Em destaque, nem lote da prefeitura tem calçada. Na segunda foto, alunos disputam espaço na rua com carros por falta de calçadas na avenida Borboleta

A população de Bady Bassitt tem sofrido com a falta de calçadas na cidade. A situação estaria diferente se a lei criada em 1986 obrigando os moradores a construírem suas calçadas, estivesse sendo cumprida pela prefeitura.

Em ruas do centro, terrenos públicos, grandes avenidas, por toda a parte que se anda é possível encontrar um imóvel que ainda não tenha calçada construída. Mato, lixo e entulho tomam contam de várias delas e obrigam os pedestres a disputarem espaço com carros e correr risco no meio da rua.

A lei assinada pelo então prefeito da época, Jacyro Pedro Vaz, deveria trazer grandes benefícios ao município como deixar a cidade mais limpa e organizada. Porém está esquecida pela prefeitura e abandonada, assim como as calçadas, sem nenhum tipo de fiscalização.

O artigo primeiro da lei afirma que “fica obrigatória a construção de muro e calçada (passeio), por todos os proprietários de prédios e terrenos com frente para as vias públicas da cidade, cujo imóvel já possui os benefícios de guias, sarjetas e asfalto”.

Na rua José Marques de Mendonça, esquina com a rua José Lourenço há um terreno que pertence à prefeitura. O barracão que deveria abrigar um comércio para produtores rurais está abandonado há anos e nem a calçada da própria prefeitura recebeu.

O problema mais grave é na avenida Borboleta. Por lá, centenas de alunos passam diariamente para ir até à escola e em boa parte do lado direito da avenida há calçada. Pais e alunos são obrigados a disputarem espaço com os carros.

Em um dos terrenos há uma placa colocada pela prefeitura informando que é proibido jogar lixo e entulhos sob pena de multa e crime ambiental, porém, além de entulho, um pneu foi deixado ali e ninguém recolheu.

Durante um curto período em que nossa equipe ficou no local, nosso fotógrafo fez um flagrante. Por não haver calçada, um dos alunos que andava pela rua por pouco não é atropelado por um carro.

“A gente tem medo, mas fazer o que, não tem nenhuma calçada aqui. Eu passo por aqui já faz um ano e meio e é sempre desse jeito”, diz o estudante Danilo da Torre, de 13 anos e que mora no bairro Jardim das Palmeiras.

Denise Santos Rodrigues que é mãe de um aluno, conta que faz o caminho há oito anos e não sabia que existia uma lei na cidade obrigando a construir calçadas. “Eu levo meu filho e busco, mas e os que fazem o caminho sozinho. Se tem lei por que não cumprem?”, questiona.

Situações semelhantes são encontradas por toda a cidade e com ainda mais frequência em bairros novos e mais afastados do centro da cidade.

Durante duas semanas nossa produção tentou gravar entrevista com o prefeito de Bady Bassitt, mas ele sempre estava ocupado. Deixamos recados e ele não retornou.

Na semana de fechamento da edição do jornal, falamos com Roberto Lofrano que auxilia a prefeitura com assessoria de imprensa. Por três vezes ele prometeu passar as respostas ao jornal falando diretamente com o prefeito, mas ele não respondeu os questionamentos do jornal.

(Matéria publicada na edição impressa da Gazeta do Interior do mês de agosto de 2014)

(Fotos: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias ,

Related Posts