Potirendaba (SP) possui creche abandonada há 4 anos e lista de espera com 82 crianças

Posted by at 12:30 Comments Print

Terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Uma creche novinha, com móveis ainda embalados nas caixas está sendo deteriorada pelo tempo há quatro anos, em Potirendaba (SP). O pior de tudo é que o município possui uma lista de espera com 82 crianças aguardando por uma vaga na cidade.

A unidade é a Escola Municipal de Ensino Infantil (EMEI), José Azílio Botaro, instalada no bairro Jardim do Bosque. Ela foi construída pela atual prefeita, Gi Franzotti (PTB), entregue no fim do seu mandato, em 2016, e inaugurada pelo ex-prefeito, Flávio Alves no começo de 2017. O local tem capacidade para receber, aproximadamente, 150 alunos de 6 meses até 4 anos incompletos.

Conforme a Gazeta mostrou, quando foi entregue, a creche não possuía energia elétrica instalada e já continha diversas falhas. A obra foi construída com dinheiro do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e custou mais de R$ 1,5 milhão para os cofres públicos.

Além do dinheiro da obra, já na gestão de Flávio, a Prefeitura da cidade gastou com a aquisição de móveis novos para mobiliar o espaço. Móveis estes que nunca foram utilizados.

A Gazeta teve acesso ao interior da unidade e encontrou dezenas de brinquedos nas caixas, freezer, geladeiras, fogões, berços, colchões, lavadoura de roupas, dezenas de mesas, carteiras, cadeiras, ar condicionado, bebedouros, roupeiros, armários e até um Cinema na Escola, equipado com TV, DVD e aparelho de som. Tudo novinho, embalado e que já até perdeu a garantia.

Se não bastassem os móveis novos que estão estragando com o tempo, a creche já precisa de uma reforma. As portas são de madeira e algumas já estragaram com as chuvas. Uma das salas de aula possui infiltração, onde a água da chuva entra por baixo do piso.

Na fachada, uma infiltração enorme pelo telhado põe em risco a marquise da entrada do prédio e a janela da sala já enferrujou e apodreceu. Como a obra foi construída por uma empresa e emprega dinheiro público, ela possui garantia, onde a Construtora deveria ter sido acionada.

Pior que tudo isso é a cidade, que nunca teve falta de vagas, agora possuir uma fila de espera com 82 nomes. A Gazeta teve acesso à essa lista que tem mães esperando por uma vaga desde 2017.

Sandra Giovani é mãe dos gêmeos, Luccas e Lorenzo, hoje com 4 anos de idade completados no dia 29 de dezembro do ano passado. Ela fala que está na fila de espera desde o começo de 2019, quando eles ainda tinham apenas dois aninhos.

“Eu estou esperando a vaga para poder procurar serviço e trabalhar. Eu não tenho marido e preciso trabalhar para sustentar meus filhos”, conta.

Outra mãe que prefere não ser identificada, está aguardando uma vaga para a filha desde 2018 . Ela afirma que toda vez que procurava pela Coordenadoria de Educação, era informada que “mãe que não trabalha, não tem direito a vaga”.

“Como que eu vou trabalhar se eu não tenho onde deixar minha filha? Eu precisava colocar ela na creche para poder me garantir no emprego”, afirma.

Procurado pela Gazeta, o ex-prefeito da cidade, Flávio Alves, afirma que a creche não está abandonada e que só não foi colocada em funcionamento por causa da pandemia de COVID-19.

“Nós colocamos essa creche em funcionamento quando reformamos a creche Duca e migramos os alunos para essa unidade. Essa lista de espera é recente, pois começou a pandemia e não pudemos colocar os alunos nas salas. Se não fosse a pandemia, todos os alunos estariam na creche”, afirma.

No dia 25 de maio de 2019, mais de um ano antes da pandemia, a Prefeitura de Potirendaba, na gestão de Flávio, publicou em sua Página no Facebook: “Prefeitura finaliza reforma da Creche Jesus José Attab (Duca) e soluciona falta de vagas para as crianças que estavam na fila de espera”.

No dia 10 de agosto de 2020, mais de um ano depois, a Prefeitura publicou novamente em sua Página: “Prefeitura Municipal entregou a Creche Duca totalmente reformada”.

A atual Coordenadora de Educação de Potirendaba, Juliana Mariano, afirma que equipes da Prefeitura já estiveram no local e vão iniciar, nos próximos dias, reparos e a reforma necessária para poder finalmente colocar a creche em uso. Atualmente, a unidade abriga, provisoriamente, a própria Coordenadoria de Educação.

“Já estamos fazendo um levantamento de todos estes móveis que estavam guardados aqui e tomando conhecimento da situação para poder dar os próximos passos. Após essa reforma e reparos, vamos ver a estrutura do quadro de funcionários e aí sim colocar a creche em uso o mais rapidamente possível”, explica.

(Fotos: Luiz Aranha/Gazeta do Interior e reprodução Prefeitura de Potirendaba)

Cidades Destaques Últimas Notícias ,

Related Posts