Potirendaba participa de dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças

Posted by at 18:05 Comments Print

Pelo menos 1 mil alunos da rede municipal e estadual de ensino de Potirendaba participaram nesta quarta-feira (18), do dia  nacional de combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes. A ação aconteceu no Centro de Eventos da cidade.

Para a conselheira tutelar, Dayane Garcia Cícero, os casos de violência contra a criança em Potirendaba são assustadores. “Temos casos de violência em Potirendaba que são comparados à casos de cidade grande. Infelizmente a violência existe e temos que saber lidar com isso, porque 90% dos casos de abuso ocorrem dentro da própria casa”, afirma.

Em 2014, segundo o Conselho Tutelar, 10 casos de abuso sexual foram registrados na cidade. Em 2015 o número subiu para 11, já este ano, de janeiro até agora, três crianças ou adolescentes foram vítimas da violência.

A mobilização acontece em todo o País, mas na cidade, faixas, cartazes, passeatas, teatros e danças foram apresentados pelos alunos como forma de conscientizar e alertar pais e crianças sobre o abuso e a violência sexual. Ao todo, mais de 1 mil alunos de quatro escolas da cidade passaram pelo Centro de Eventos durante toda a quarta-feira.

O município lançou um “Guia sobre abuso sexual contra criança e adolescente” , onde aborda as formas e casos de violência e explica cada situação. O material tem 22 páginas e é todo colorido.

Para a Coordenadora do Desenvolvimento Social, Diva Marques Colombo, a conscientização da criança é o principal fator para diminuir os casos. “Conscientizando a criança nós conseguimos fazer com que ela não se cale, que ela denuncie. Existe um canal o “Disque 100″ que a própria criança ou adolescente abusado pode e deve denunciar. Não precisa ter medo, pois tudo é mantido no mais absoluto sigilo. Infelizmente é uma realidade e devemos enfrentá-la e combater todos os dias”, diz.

Para ao juiz da Vara da Infância e Juventude de São José do Rio Preto, Evandro Pelarin, a data vem para reforçar a batalha diária. “Temos uma luta diária em combater a violência contra a criança. É muito importante que as cidades e principalmente as crianças participem desta mobilização para que conscientize e se conscientizem dessa triste realidade”, afirma.

Diva fala ainda que o trabalho na cidade é diário, mas mesmo assim os números ainda preocupam. “Não deveria existir nenhum caso, mas para uma cidade como do porte da nossa infelizmente é um número bastante preocupante. É uma situação que infelizmente não temos como prevenir, pois na maioria das vezes acontece dentro da própria casa”, finaliza a coordenadora.

(Foto: Divulgação Prefeitura de Potirendaba)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , ,

Related Posts