Postes em ruas de Potirendaba correm risco de desabar

Posted by at 10:50 Comments Print

Postes de cimento e até mesmo de madeira em ruas de Potirendaba estão comprometidos e correndo riscos de desabamento sobre casas, carros e pessoas que passam pelas calçadas. O que mais preocupa é o da avenida principal que está sustentado apenas por ferros.

Além dos riscos da queda, os postes que sustentam a fiação elétrica, podem causar danos como curto circuito e danificar as redes elétricas residenciais.

Em algumas ruas do município nossa equipe constatou que ainda existe postes de madeira. Para o professor engenheiro elétrico da Unesp de São José do Rio Preto, Fábio Herreira Qasimi, a sustentação em madeira não traz problemas desde que ela esteja em bom estado de conservação.”Hoje não são mais instalados postes em madeira pela praticidade que o poste em cimento traz na produção e não usa da matéria-prima da natureza. Porém se ainda há postes em madeira, não há problema nenhum se ele estiver em perfeito estado de conservação”, diz.

Mas não foi o que nossa produção encontrou. Na rua Angelo Zani, no bairro Vila Scarpelli, a maioria dos postes é em madeira. O tronco de um deles está totalmente podre e correndo risco de desabar. Ele fica em frente a uma casa onde mora uma família com quatro crianças. “A gente fica preocupada, por que se um poste desse peso e tamanho cair em cima de casa não sobra ninguém”, diz a dona de casa, Jaqueline Ramos da Silva.

Na avenida Ana Josepha Peres Garcia, a principal da cidade, a situação é ainda pior. Todos os postes são de cimento, mas vários deles estão com rachaduras e trincos enormes. O último poste que sustenta a rede onde distribui para os bairros está sustentado apenas por ferros.

Segundo donos de comércios próximos, um caminhão foi tentar realizar a curva e o atingiu há mais de quatro anos. Recentemente, o poste foi novamente atingido por outro caminhão e ele nunca foi trocado.

Na Avenida Aquiles Malvezzi, o prolongamento da Ana Josepha, um poste também em madeira na frente de um bar preocupa clientes e dono de comércios próximos. Ele além de ser de madeira, está com enormes rachaduras. Já na rua José Inácio Guidini, no bairro Jardim das Hortências, o poste está totalmente torto em direção à rua.

Em nota, a Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), informou que foi realizada visita técnica nos locais citados na reportagem e constatada a necessidade de intervenção urgente. A CPFL disse que já programou obra emergencial para substituição do poste que sofreu colisão da Avenida Ana Josepha e que os outros que se encontram comprometidos e trincados, bem como o poste de madeira, já estão programados para serem trocados por estruturas novas.

A Companhia informou ainda que a programação depende de desligamentos programados para a execução, com segurança, dos trabalhos. Quando são realizados esses desligamentos, todas as unidades consumidoras afetadas pelas interrupções no fornecimento devem ser avisadas previamente, conforme prevê a regulação do setor.

(Fotos: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias ,

Related Posts