Polícia analisa imagens de segurança para identificar quadrilha que tentou explodir banco em Potirendaba

Posted by at 11:27 Comments Print

Agentes da Polícia Federal e da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São José do Rio Preto investigam a tentativa de explosão de caixas eletrônicos do banco Caixa Econômica Federal na madrugada desta terça-feira (21/11/2017), em Potirendaba. A ação durou poucos segundos e imagens do circuito interno da agência e da Central de Monitoramento da cidade ajudarão o trabalho de investigação.

As imagens já começaram a ser analisadas pela Guarda Civil Municipal na tentativa de identificar a quadrilha. Uma aposentada, de 73 anos, que mora em frente ao banco e prefere não se identificar, conta que viu quando os bandidos chegaram em dois veículos, usando capuz e armados.

“Era umas três da manhã e estava chuviscando. Eu vi tudo aqui pela janela do meu quarto, quando eles desceram, deram os tiros e quebraram as portas. Aí saiu uma cortina de fumaça do banco e eles fugiram sentido Cana do Reino”, conta.

Marcas de tiros ficaram na porta e na estrutura metálica da entrada do local. O grupo até chegou a tentar colocar os explosivos nos equipamentos, mas devido ao novo sistema de segurança dos aparelhos e da cortina de fumaça, a quadrilha fugiu sem levar nada.

O Sargento da Polícia Militar de Potirendaba, Welton Cezar da Silva, explica que os policiais foram acionados por vizinhos. “A equipe estava em patrulhamento pela cidade quando recebeu a informação do furto ao banco. A viatura se posicionou próximo ao local e acionou reforço de Ibirá, Cedral, Bady Bassitt e policiais da Caep, mas quando chegaram fizeram incursão eles já haviam fugido. No local os policiais apreenderam cápsulas de uma pistola .40 e em seguida a perícia foi acionada”, diz.

projétil .40

A saída do bairro Cana do Reino é um dos locais que ainda não existe câmeras de monitoramento. O município possui Sistema de Monitoramento que controla a maioria das entradas e saídas por câmeras que registram as placas dos veículos 24 horas. A polícia acredita que os criminosos tenham fugido por estradas de terra que dão acesso ao município, o que dificultará a identificação do bando.

A agência fica na Avenida Maestro Antônio Amato, quase no fim da cidade o que torna uma rota fácil de fuga. A única câmera de segurança voltada para a rua fica escondida atrás de um coqueiro, o que pode não ter registrado a chegada dos ladrões. Residências próximas não possuem sistema de monitoramento.

O Sargento fala ainda que foi uma ação planejada, ousada e principalmente por ser dia 21, dia de pagamento de vale salário e de parcela do 13º. “Nossa cidade possui câmeras, Guardas Municipais, Policiais Civis e a própria Polícia Militar que mesmo assim não intimidaram a ação desse bando. Foi uma ação planejada principalmente por ser uma rota de fuga fácil que felizmente acabou frustrada”, destaca.

Devido ao crime, de acordo com o gerente, o funcionamento da agência nesta terça será menor que nos dias comuns. A DIG e a Polícia Federal de Rio Preto investigam o caso.

(Fotos: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , ,

Related Posts