Pátio de Potirendaba lotado faz com que veículos apreendidos fiquem na rua

Posted by at 11:57 Comments Print

A lotação do único pátio de Potirendaba está fazendo com que veículos apreendidos fiquem na rua por falta de espaço. O local que pode receber até 160 automóveis, hoje está com 69% à cima da capacidade.

De acordo com o proprietário, Dirceu Pereira da Silva Filho, o principal motivo da superlotação é a falta de área para receber os veículos. O local que abriga o pátio é três terrenos que dá um total de aproximadamente 1 mil m².

Para Dirceu outro motivo é a demora na realização de um leilão desses veículos. No pátio existem motos e carros que estão apreendidos há mais de dez anos e estão apodrecendo com o tempo. “Parte do valor arrecadado no leilão viria para o pátio para suprir as despesas de todo esse tempo que esses carros ficaram aqui, mas até agora o que fizeram foi apenas numerar os carros e o leilão ainda não foi marcado”, fala o dono.

Dirceu conta ainda que a dívida gerada por esses veículos durante todos esses anos, somando diária e guincho, é incalculável. Hoje um veículo apreendido paga a diária no valor de R$ 15 e R$ 150 pelo guincho.

Ao todo são 155 motos e 115 carros apreendidos no local. Fora do pátio estão 14 carros. Automóveis recolhidos pela polícia por envolvimento com tráfico de drogas, falta de habilitação, documentação vencida, acidente, embriaguez e vários outros motivos. Até o carro de um vereador foi recolhido por documentação vencida. “As pessoas acham que por que moram em cidade pequena não precisam andar com a documentação em dia. Chegou um carro aqui que estava com o documento atrasado quase dez anos”, conta Dirceu.

Nós tentamos falar com o diretor do Ciretran de Potirendaba, André Augusto Abreu, por telefone para falar sobre a data do leilão, mas ele não foi encontrado.

(Foto: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias ,

Related Posts