Padres de Potirendaba e Uchoa pagam fiança à padre preso por pedofilia em Guapiaçu

Posted by at 17:51 Comments Print

Os padres de Potirendaba e Uchoa pagaram a fiança no valor de R$ 3 mil do padre Manoel Bezerra de Lima, 66 anos, preso nesta última quinta-feira (30/11/2017), por pedofilia, em Guapiaçu. Segundo a Polícia Civil da cidade, o pagamento foi um pedido do advogado da Diocese de São José do Rio Preto.

De acordo com os policiais, Sidney Roberto Martins, de Potirendaba, e Rivaldo Celson Alves, de Uchoa, chegaram por volta das 20h00 na delegacia da cidade para o pagamento do valor de R$ 3 mil da fiança estipulada pela polícia. O valor foi apresentado e o sacerdócio então foi liberado.

Na casa do padre em um condomínio da cidade, os policiais encontraram vídeos de adolescentes em ato sexual, roupas íntimas, preservativos e artefatos sexual. A denúncia teria partido da mãe de uma das adolescentes vítimas do pároco e o mandado de prisão foi expedido pelo juiz da Vara de Infância e Juventude de Rio Preto, Evandro Pelarin.

A Diocese de Rio Preto não quis falar sobre o caso, mas uma nota divulgada nesta sexta-feira (01/12), diz que a instituição aguarda o Boletim de Ocorrência para que sejam tomadas as devidas providências sobre o fato. Trecho do documento afirma que o padre já se encontrava afastado do exercício do ministério sacerdotal desde o dia último 7 de novembro.

Manoel vai responder o processo em liberdade, mas pode ser preso no decorrer do processo, de acordo com os resultados dos laudos. A Gazeta tentou contato com padre Sidney e também com padre Rivaldo, mas os dois não atenderam nossas ligações.

(Foto: Cláudio Lahos/Dhoje)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , ,

Related Posts