Obras de desassoreamento de lagoas e emissários de esgoto são concluídas em Potirendaba

Posted by at 9:01 Comments Print

As tão esperadas obras de desassoreamento das lagoas de tratamento e do emissário de esgoto de Potirendaba foram concluídas nesta última semana de outubro de 2018. Os serviços foram executados com recursos próprios e através de Parceria Público Privada (PPP).

Segundo o Saneamento de Água e Esgoto de Potirendaba (SAEP), a construção do emissário de esgoto que liga o bairro Luís Pastorelli ao bairro do Rosário já está deixando de jogar milhares de litros de dejetos diariamente no córrego Água Espalhada. Nesta última terça-feira (30/10/2018), já era possível ver a água do leito do rio completamente limpa e sem nenhum tipo de poluição.

esgoto de potirendaba (16)

O desejo da retirada do esgoto deste rio era um problema antigo de Potirendaba. Todos estes dejetos eram lançados diretamente na represa da cidade e que em novembro de 2012 matou milhares de peixes que eram criados no local.

Na edição impressa da Gazeta de fevereiro de 2018 nossa reportagem mostrou que boa parte deste esgoto era produzida por empresas do Distrito Industrial do Luís Pastorelli.

De acordo com o chefe de tarifas e serviço do SAEP, Jessy James Innocenti, as obras foram realizadas com recursos próprios utilizando máquinas e funcionários da cidade.

“O município foi crescendo e a rede de esgoto foi ficando pequena para a quantidade produzida. Quando foi criado o bairro não havia uma dimensão da quantidade de indústrias que se instalariam aqui e muito menos o porte que elas atingiriam”, explica Jessy.

A segunda etapa da obra pretende ser executada através de PPP com loteadores e empresários do Distrito Industrial. “Agora vamos interligar a tubulação da saída do bairro Cana do Reino até a Estação de Tratamento, aí a represa municipal vai poder ter vida novamente”, destaca.

Já a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Potirendaba passou por obras de desassoreamento. Em agosto deste ano a Gazeta mostrou também que as lagoas estavam jogando 2 milhões de litros de esgoto no rio, todos os dias, sem nenhum tipo de tratamento.

A obra também executada através de PPP, contou com o apoio de uma usina da cidade que emprestou máquinas e funcionários. Dejetos sólidos foram retirados do fundo das lagoas e depositados em valas do aterro sanitário do município.

esgoto de potirendaba (9)

Com o desassoreamento, a capacidade do recebimento de esgoto das lagoas foi aumentada e consequentemente podendo tratar assim um maior volume. Os mais de 61 milhões de litros de esgoto produzidos por mês em Potirendaba iam parar diretamente nas bacias hidrográficas dos rios Tietê, ribeirão do Borá e Ribeirão Barra Mansa.

A Gazeta do Interior vai continuar acompanhando o andamento destes serviços e cobrando a prefeitura.

(Fotos: Divulgação)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , , , ,

Related Posts