Núcleo de Mediação Comunitária é inaugurado em Uchôa

Posted by at 19:02 Comments Print

Foi inaugurado na tarde desta quinta-feira (25), o Núcleo de Mediação Comunitária na sede do quartel da Polícia Militar de Uchôa.

O Núcleo, que vem sendo inaugurado em 96 cidades do Comando de Policiamento do Interior 5 (CPI 5) desde 1º de julho de 2013, tem como objetivo à resolução de conflitos ocasionados entre duas ou mais pessoas sobre o tema de interesse comum. Sob mediação de um policial militar capacitado pela Secretária Nacional de Segurança Pública (SENASP) para tentar achar uma solução para o caso.

A inauguração contou com a presença de várias autoridades como o Prefeito Municipal José Cláudio Martins (PMDB), do Vice-prefeito Kleber Marin de Moraes (PMDB), do Presidente do Legislativo Marcos Rogério da Conceição (PMDB), além de demais vereadores e personalidades do município.

O Capitão da Polícia Militar, Márcio Cortez Maya Garcia, explica como irá funcionar a mediação. “O mediador não vai impor e decidir nada, ele vai apenas facilitar o diálogo entre as partes. Muitas vezes a solução do problema está próxima, mas falta alguém intermediar para ambas as partes chegarem num acordo”, fala o Capitão. ” Uma características importante da mediação é a voluntariedade. As pessoas não são obrigadas a participar da mediação, se elas vierem obrigadas, não vão participar de forma efetiva para encontrar um desfecho, ao contrário de participar voluntariamente, que já demonstra que as pessoas querem encontrar uma saída para o problema”, completa o Capitão.

O Prefeito de Uchôa, José Cláudio Martins, disse que vê com bons olhos essa medida da Polícia Militar. “Eu acredito que isto vem para contribuir que a cidade seja mais tranquila e que os problemas não sejam agravados. Acho que todos nós temos que colaborar para que o programa tenha êxito”, conclui o prefeito.

A intenção do Núcleo é levar aquelas brigas que acontecem muitas vezes com o próprio vizinho para uma conversa amigável e tentar resolver na base da conversa, sem precisar recorrer a Justiça. O Vice-prefeito de Uchôa, Kleber Marin de Moraes, disse que toda a população será beneficiada com a nova medida. “Se resolvêssemos os problemas na base da conversa, desde o Conselho Tutelar até a imprensa terão menos trabalho, pois, tais atos não chegarão ao extremo”, diz Kleber.

O Presidente da Câmara de Uchôa, Marcos Rogério da Conceição, que já foi sargento da Polícia Militar, disse que a mediação sempre existiu, mas não era reconhecida formalmente e tem certeza que a o núcleo de mediação será um sucesso no município. “Na cidade pequena existe uma coletividade e uma preocupação de um com o outro muito grande, todo mundo conhece todo mundo e as pessoas vão participar querendo encontrar a solução para os problemas”, fala o Sargento Marcos, como é conhecido.

Por fim, o Sargento do Batalhão de Uchôa, Osvaldo Dela Coleta Mies, que será um dos principais mediadores do destacamento, fala que o projeto poderá ganhar força e ser ampliado. “Vamos começar com o núcleo de mediação aqui dentro identificando os problemas dentro dos que podem ser mediados e fazer os convites a essas pessoas e futuramente esse núcleo pode ser expandido e a própria população montar o núcleo e auxiliar o serviço”, comenta o Sargento Osvaldo.

Na última semana o Núcleo de Mediação Comunitária foi inaugurado em Tabapuã. Nesta quinta-feira (25), pela manhã, a estreia do núcleo foi em Ibirá e amanhã (26) será a vez de Potirendaba dar inicio ao trabalho de mediação comunitária.

(Fotos: Diogo De Maman / Gazeta do Interior)

 

 

 

 

 

Cidades Destaques Últimas Notícias

Related Posts