Nem prefeitura de Potirendaba respeita lei e lava a própria calçada

Posted by at 12:15 Comments Print

Desde que começou a ser fiscalizada a lei que multa quem lava calçadas e desperdiça água em Potirendaba, nossas equipes já registraram mais 100 casos do desrespeito no município. Na manhã da última segunda-feira (13), um internauta registrou uma funcionária da própria prefeitura lavanda a calçada do prédio sem nenhuma preocupação ou ordem de que calçada não pode ser lavada.

Infelizmente essa não é a primeira vez que acontece. Na semana passada um Guarda Municipal ligou para nossa redação denunciando que a calçada do prédio estava sendo lavada.

Além da prefeitura, funcionárias municipais que deveriam dar o exemplo como professoras, diretoras de escola e assessoras também foram flagradas desperdiçando água. No mês passado mostramos um funcionário da prefeitura levando a própria casa com um caminhão de combate à incêndio da cidade.

No município os flagrantes de desrespeito e falta de preocupação de vários moradores são constantes. Por todas as ruas que andamos é possível flagrar o desperdício. Pessoas lavando carros, calçadas, outras lavando portões, muros e até trocando a água da piscina.

A última chuva que caiu em Potirendaba já tem mais de 15 dias e não há previsão para os próximos dias. A falta de consciência não se deu conta de que o abastecimento de toda a população estará comprometido se não vier chuva.

Na edição de setembro da Gazeta nossa reportagem mostrou que o poço do bairro São Francisco já tinha secado e que água estava sendo captada do poço do bairro Amadeu Malvezzi para não interromper o abastecimento.

Na capital paulista milhares de pessoas já estão sem água há pelo menos sete dias. A empresa de abastecimento diz que não há racionamento e que o fornecimento está normalizado.

Em nota a prefeitura de Potirendaba informou que a prefeita, Gislaine Franzotti, ao ficar sabendo do fato informou o Departamento de Recursos Humanos para tomar as providências cabíveis em relação ao ato cometido pela servidora.

Sobre a lei

O artigo 41 da lei 2345 proíbe lavar calçadas, ruas e veículos com água tratada. A fiscalização fica por parte da própria prefeitura que primeiro aplica advertência, na reincidência uma notificação por escrito e multa que varia de R$ 402,80 a R$ 1.007,00. Além da multa, o infrator terá o fornecimento de água cortado por até 48 horas e para religação, além de pagar a multar, terá que pagar as taxas de corte e religação.

Ante a reincidência do infrator, a lei prevê ainda acréscimo de mais 24 horas sem água a cada nova suspensão. Para denunciar desperdícios basta ligar para o número 0800-770-6585.

(Foto: Colaboração leitor)

Cidades Destaques Últimas Notícias ,

Related Posts