Na região da Gazeta, Potirendaba é a melhor cidade no ranking do Município Verde Azul; Nova Aliança é a pior

Posted by at 20:32 Comments Print

Foi divulgado no último dia 5, pela Secretaria Estadual do Meio ambiente do estado de São Paulo, o ranking de Certificação do Município Verde Azul. Potirendaba, pela terceira vez, conquista o prêmio e é a 1ª melhor da região da Gazeta. Nova Aliança aparece em último lugar com a pior nota.

Com uma das melhores notas da região, Potirendaba se destacou no Estado ocupando o 7º lugar com nota 94,37 no ranking geral. A cidade conquistou a 1ª posição entre municípios de 10 a 20 mil habitantes na Certificação.

Potirendaba, é exemplo há mais de uma década. A cidade é uma das poucas da Região que tem 100% de água, esgoto e lixo tratado. Em 2003, uma campanha de coleta seletiva foi feita no município, onde 91% da população separava o lixo em casa.

Atualmente, todo o lixo é levado para uma usina de triagem, onde é feito o processo de separação do lixo comum do reciclado. Todo os detritos comuns são enterrados no próprio aterro sanitário de Potirendaba, diferente de outras cidades da região que tiveram seus aterros interditados pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) por estarem irregulares e com excesso da capacidade de lixo.

O programa Município Verde Azul do Governo do Estado contemplou cidades com base nas ações ambientais desenvolvidas ao longo de 2012. O projeto confere o certificado às cidades que obtiverem, no mínimo, nota 80 em quesitos ambientais como esgoto tratado, preservação, recuperação de mata ciliar, proteção de mananciais e entre outras atribuições.

Tabapuã ocupa a classificação 44ª, com a nota 90,01. Nova Aliança está em 372ª posição com a nota 7,47, ganhando apenas de Cachoeira Paulista, Rio das Pedras e Águas de São Pedro.

Neste ano, 376 cidades conquistaram o Selo que garante à administração a prioridade na captação de recursos junto ao governo do Estado. A Secretaria de Estado do Meio Ambiente certifica as cidades segundo critérios específicos a serem avaliados todos os anos.

As 10 Diretivas são: Esgoto Tratado, Lixo Mínimo, Recuperação da Mata Ciliar, Arborização Urbana, Educação Ambiental, Habitação Sustentável, Uso da Água, Poluição do Ar, Estrutura Ambiental e Conselho de Meio Ambiente, onde os municípios concentram os seus esforços na construção de uma agenda ambiental efetiva.

(Foto: Divulgação Departamento de Comunicação Social da Prefeitura de Potirendaba)

Destaques Últimas Notícias , ,

Related Posts