Motoristas reclamam de condições de rodovia que liga Potirendaba a Ibirá (SP)

Posted by at 10:30 Comments Print

Sábado 24 de outubro de 2020

As reclamações de motoristas da vicinal Abel Pinho Maia que liga Potirendaba a Ibirá (SP) continuam. Agora com o período de chuva, a situação se torna ainda mais grave, pois os buracos voltam a surgir com facilidade.

Em inúmeras reportagens, a Gazeta do Interior já mostrou os diversos problemas que a rodovia de pista simples apresenta. São 12 quilômetros de uma cidade à outra e que colocam em risco a vida de muitos motoristas.

No trecho há muitas curvas extremamente perigosas. Falta sinalização, acostamento e manutenção. Em diversas partes da rodovia, os buracos até são tapados, mas são tantos remendos que a condição de tráfego fica ruim, já que a trepidação provocada pelo desnível é enorme.

A vicinal é rota importante para a escoação da produção de Potirendaba. Por ela passam diversos caminhões carregados com cana-de-açúcar, caminhão de gado, refrigerantes, postes e também madeira.

O caminhoneiro, Luan Santos Souza, transporta gado e utiliza a rodovia todos os dias. Ele foi um dos usuários da rodovia que procurou a Gazeta para reclamar das péssimas condições da via.

“Eu passo todos os dias por aqui e dá até desgosto trafegar nessa rodovia. São muitos buracos, condições precárias, o caminhão balança e a gente acaba colocando a nossa vida e a de outras pessoas em risco”, explica.

O gerente de uma empresa de vidros de Ibirá afirma que já teve um prejuízo de mais de R$ 20 mil por causa das condições da pista. “Eu estava indo até Nova Aliança para instalar vidros na casa de um cliente quando nosso veículo passou em um buraco, o motorista tentou desviar, tombou o veículo e toda a carga caiu na rodovia. Um prejuízo aí de mais de R$ 20 mil”, afirma.

Questionadas, as prefeituras de Potirendaba e Ibirá afirmaram que os prefeitos dos dois municípios estiveram juntos na Secretaria de Transportes, em São Paulo, solicitando recursos para o recape desta rodovia, mas que, até agora, ainda não tem prazo para execução do serviço.

(Fotos: Colaboração Leitores/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias ,

Related Posts