Motorista que matou motociclista de Potirendaba é identificado, mas se interna em clínica alegando problemas psiquiátricos

Posted by at 11:53 Comments Print

A Polícia Civil de Urupês conseguiu localizar o veículo e o motorista que fugiu sem prestar socorro depois de bater na traseira de um motociclista de Potirendaba na noite do último domingo (05/11/2017), na rodovia Roberto Mario Perosa. O suspeito, Alessandro Aparecido Porto, de 37 anos, se internou três dias após o acidente, em uma clínica alegando problemas psiquiátricos.

De acordo com os policiais, através da divulgação das imagens pela Gazeta do Interior nesta última quinta-feira (09/11), do carro passando minutos após o acidente por uma rua de Urupês, é que moradores de Itajobi localizaram o automóvel sendo consertado em uma funilaria da cidade e comunicaram a polícia.

O veículo com placas de Catanduva teria batido na traseira da moto e fugido sem prestar socorro à vítima. José Noval Barbosa Chaves, de 42 anos, acabou morrendo na hora.

A lateral direita do carro, como paralama, parachoque e o parabrisas do automóvel ficaram completamente destruídos. Depois de matar José, mesmo com o pneu estourado, o suspeito seguiu pelas ruas de Urupês até Itajobi, onde deixou o veículo.

morte de motociclista de potirendaba

Para o dono da funilaria, o suspeito disse apenas que se envolveu em um acidente na rodovia, não dando detalhes. À polícia, o funileiro disse que estranhou a explicação e não realizou o serviço. Ele conta ainda que Alessandro ficava ligando para que o conserto fosse realizado com urgência, mas afirmou à Alessandro que não havia feito o orçamento e que era para o suspeito ir até a funilaria para combinar o serviço.

Após investigações, os policiais receberam a informação de que Alessandro se internou em uma clínica psiquiátrica em Jaboticabal (SP), alegando para os pais estar com forte depressão. Os pais disseram que não sabiam do acidente, pois quando ele chegou em casa, alegou que o veículo apresentou problemas no motor.

Ainda de acordo com a polícia, Porto é morador de Itajobi e estava ficando em Urupês, na casa dos pais, pois possui medidas cautelares por violência doméstica contra a mulher dele. A polícia descobriu ainda que Alessandro trabalhava em uma usina de Potirendaba, mas que estava afastado há uma semana por licença médica, alegando problema no olho.

O suspeito que ainda não foi ouvido por estar internado, vai responder por homicídio culposo e fuga de local de acidente. Porém, no decorrer do inquérito pode se enquadrar em homicídio doloso, quando há intensão de matar. O carro que foi apreendido e será periciado, está à disposição da polícia em um pátio de Novo Horizonte (SP).

(Fotos: Colaboração Polícia Civil)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , ,

Related Posts