Motorista desgovernado que atropelou pedestres diz que tem diabetes e sofreu mal súbito

Posted by at 11:31 Comments Print

O motorista que teria atropelado três pessoas e matado uma no final da tarde desta última terça-feira (25/07/2018) disse à polícia em depoimento que tem diabetes e que teria sofrido um mal súbito no momento do acidente. Nove motos foram arrastadas da frente de um supermercado pelo carro que só parou depois de atingir o portão de uma casa e uma árvore no bairro Vila Toninho, em São José do Rio Preto.

Após o acidente o motorista, Elder Antonio Faustino, de 54 anos, foi levado sob escolta policial até a Central de Flagrantes da cidade. Em depoimento ao delegado que cuida do caso, o homem contou que desmaiou no momento do atropelamento e que não se lembra do ocorrido, porém que tem diabetes e que teria sofrido um mal súbito.

Ainda na delegacia, familiares da vítima chegaram para realizar o teste de glicemia em Elder e que comprovou um índice acima do normal. O motorista também passou pelo teste do bafômetro e por exame médico, porém todos deram negativo para o uso de álcool.

O celular de Faustino foi apreendido para que a polícia investigue se ele estaria ou não utilizando o aparelho no momento do acidente. Imagens das câmeras de segurança do supermercado analisadas pela polícia mostram o momento em que o carro invade a faixa contrária em alta velocidade e atropela as vítimas.

A polícia agora aguarda a recuperação das vítimas para prestarem depoimentos, além do laudo da Perícia Técnica que deve ficar pronto em até 30 dias. Um inquérito policial já foi instaurado o caso segue sendo investigado.

O pasteleiro, José Carlos Garcia, viu quando tudo aconteceu. “Eu vi quando o carro perdeu o controle no quebra mola e veio desgovernado em direção ao mercado. Tinha várias pessoas que estavam saindo do mercado, outras que iam atravessar a rua e todas foram sendo arrastadas. Ela estava em alta velocidade, porque só parou na hora que bateu no portão”, afirma.

motos-arrastadas

Vítimas:

A vítima em estado mais grave é o pedreiro de 40 anos, Antonio Gomes Soares, que está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Base. Segundo a entidade ele está em estado grave, sedado e entubado.

O construtor, Adilso Roberto Cardoso, de 52 anos e o pedreiro Renato dos Santos Silva, de 29 anos foram levados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do Jardim Tangará porém seus estados de saúde são estáveis e felizmente não correm risco de morte.

O corpo do ajudante de pedreiro, Antonio Rodrigues da Silva Sobrinho, de 50 anos, que acabou morrendo na hora do acidente, será levado para a cidade de Guanambi, na Bahia.

(Reportagem: Colaboração Bia Menegildo/Gazeta do Interior)
(Foto: Colaboração leitores/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , , ,

Related Posts