Motorista de acidente entre Potirendaba e Ibirá fala que falta sinalização da pista

Posted by at 18:37 Comments Print

Elenice Ferreira, de 42 anos, (foto) foi jogada para fora do carro e acabou morrendo na hora

“Ela perguntou se poderia me dar um abraço e falou que, onde ela estivesse, eu sempre ia poder contar com ela que ela ia sempre estar comigo”. Esse depoimento é da motorista que perdeu a cunhada em um grave acidente na noite do último sábado, dia 9, entre Potirendaba e Ibirá. A entrevista exclusiva foi dada à Gazeta na tarde desta segunda-feira (11) pela vítima, Andreia Aparecida de Fátima Lopes Feriani, de 29 anos.

Andreia conta que era por volta das 23h quando voltava de Ibirá com o marido, Hércio de Souza Feriani, de 40 anos, a cunhada, Elenice Aparecida Tiago Ferreira, de 42 anos e o marido dela, Edmar de Souza Feriani, de 38 anos. Elenice e Edmar moram em São José do Rio Preto e tinham passado em Potirendaba para deixar o casal Adriana e Hércio, pois tinham ido visitar uma tia em Ibirá.

“Eu não estava em alta velocidade, lembro que estava a menos de 80 quilômetros por hora, ainda mais sabendo que tinha uma curva daquelas sem nenhum tipo de sinalização. Foi muito rápido e quando eu vi que a curva tinha acabado, a gente já estava capotando, invadindo a cerca e só paramos dentro do sítio”, fala Adriana.

Com o impacto, Elenice foi jogada para fora do carro, onde acabou morrendo na hora. Andreia foi quem saiu e conseguiu pedir ajuda na rodovia.

Questionada quem usava o cinto de segurança na hora do acidente ela diz: “Posso ser sincera? Infelizmente todo mundo estava sem cinto”, desabafa.

Ainda sentido muitas dores nas costelas, Adriana fala que está dormindo à base de calmante e toda vez que fecha os olhos recorda a tragédia do último sábado. “É uma sensação horrível, um pesadelo. Meu marido não consegue dormir, eu não consigo comer, estamos em estado de choque”, desabafa.

O corpo de Elenice foi enterrado no fim da tarde do último domingo no Cemitério São João Batista, em Rio Preto. Edmar e Hércio tiveram alta do hospital no domingo, mas Adriana só saiu nesta segunda.

A Polícia Civil de Ibirá já instaurou inquérito para apurar as causas do acidente. O laudo da perícia deve sair em 30 dias, quando as vítimas devem começar a ser ouvidas.

(Foto: Arquivo pessoal)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , ,

Related Posts