Moradores pedem conscientização sobre envenenamento de gatos em Potirendaba (SP)

Posted by at 12:08 Comments Print

Quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

Moradores de Potirendaba (SP) tem pedido a conscientização da população para o envenenamento de gatos na cidade. Nos últimos dias, quatro animais foram encontrados mortos no município.

Edvania Diniz, trabalha com entrega e estava passando por Potirendaba quando se deparou com um gato envenenado no bairro Vila São João, na saída para Ibirá. Ela relata que já presenciou três envenenamentos na cidade.

“Eu estava passando quando avistei uma senhora colocando um gato do outro lado da rua. Eu parei, fui olhar e ela contou que o animal tinha sido envenenado, onde colocou ele lá para morrer”, explica.

Edvania então levou o animal para o Centro de Zoonoses de Potirendaba, onde chegou com insuficiência renal grave e infelizmente acabou não resistindo. Nas duas últimas semanas, a Gazeta recebeu relatos de outros três animais que também foram envenenados na cidade, sendo um no bairro do Rosário e dois no bairro Amadeu Malvezzi.

A dona de casa, Iraci de Lima Pedrão faz um apelo e pede para que as pessoas parem com isso. “É uma atrocidade sem fim. Eu não sei que as pessoas tem coragem de cometer um crime desses. Eu peço que parem com isso e pensem na vida dos bichinhos”.

Segundo a médica veterinária, Patrícia Miqueletti Neves, o veneno mais comum utilizado na matança de gatos é o veneno de rato, que, ao ingeri-lo o animal tem, no máximo, 30 minutos de vida.

“No organismo do animal, o veneno paralisa os órgãos e causa hemorragia. Se quem desse veneno a um animal visse o sofrimento que ele passa, jamais cometeria tamanha atrocidade”, comenta.

A veterinária recomenda ainda que a rapidez no socorro é primordial para salvar a vida do animal. “Não adianta dar leite ou qualquer outro tipo de substância que não vai adiantar. Assim que detectar o envenenamento é fundamental que a pessoa procure imediatamente veterinário, pois o veneno age bem rápido no organismo e leva à morte”, finaliza.

Quem for flagrado cometendo tal crime responde pelo crime de maus-tratos, que prevê pena de dois a cinco anos de prisão, além de pagamento de multa.

(Foto: Arquivo pessoal)

Cidades Destaques Últimas Notícias ,

Related Posts