Moradores de Potirendaba reclamam de poeira provocada por caminhões de usina

Posted by at 9:08 Comments Print

Reportagem de 16/08/2019

Moradores de Potirendaba tem reclamado da poeira provocada por caminhões de uma usina do município. Leitores de dois bairros procuraram a Gazeta para pedir uma solução para o problema.

A dona de casa, Mara Borges, mora no bairro Amadeu Malvezzi e diz que tem um filho pequeno que sofre com a poeira. Ela relata que já cansou de pedir ajuda e ninguém faz nada.

“Meu filho tem um ano e três meses e vive doente. Junta o tempo seco com essa poeira, a situação fica insuportável, não sabemos mais o que fazer”, reclama.

Ela conta ainda que a situação piora mais no final da tarde, quando fluxo de caminhões aumenta. A rota usada pelos veículos é um desvio atrás do bairro, por dentro de uma plantação de cana.

Segundo os moradores, todos os dias as casas ficam cobertas pela nuvem de poeira vermelha. Nesta última quinta-feira (15/08), nossa equipe esteve no local e notou que caminhões pipa jogam água em apenas alguns metros da estrada, próximo da rotatória da saída para Nova Aliança.

Uma moradora do bairro São Francisco que prefere que seu nome não seja divulgado conta que na última terça-feira a situação foi uma das piores.

“Perto das 18h essa nuvem de poeira se espalha e toma conta dos dois bairros aqui. É uma situação bastante complicada, pois além da sujeira, o problema mais grave é com relação à saúde, já que o clima está muito seco e ainda com poeira tudo só piora”, diz.

A assessoria de imprensa da usina Cofco International disse que devido ao número de queimadas desta época do ano, quase não há disponibilidade de caminhões pipa para molhar todas as estradas que os caminhões trafegam, mas que está dando toda atenção necessária aos moradores a fim de amenizar o problema.POTIRENDABA

(Fotos: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , ,

Related Posts