Moradores de Potirendaba continuam desperdiçando água e fiscalização na cidade é branda

Posted by at 6:00 Comments Print

Lavar a rua com guarda-chuva de baixo de chuva, lavar a casa com caminhão pipa, ruas, carros com água potável são práticas comuns de pessoas que ainda não tomaram consciência do tamanho do problema que nossa geração já está enfrentado com a falta de água. Leis são impostas não só para ficarem no papel, mas para serem cumpridas e fiscalizadas.

Em Potirendaba o que estamos vendo é que mesmo com uma lei severa e com uma árdua multa para quem for flagrado desperdiçando água potável, pessoas aparentam não ter medo de nada e continuam jogando água fora. Água esta que não existe mais em várias regiões do País, inclusive em Potirendaba em alguns poços da cidade.

A culpa então seria da fiscalização que está branda? Não só dela, mas também de quem acha que a água não vai acabar. De quando a lei começou a ser fiscalizada em agosto desse ano, até agora apenas 341 pessoas foram adivertidas, 87 notificadas e só duas multadas, segundo a prefeitura. Esse número representa, aproximadamente, que uma média de três pessoas por dia são advertidas.

Por causa da lei e da possível aplicação de multa, muitas pessoas reclamaram nas redes sociais até com ofensas criticando a prefeitura da cidade e até o jornal Gazeta do Interior. Talvez o que muitas pessoas não saibam é que prefeitura e jornal estão apenas cumprindo com o dever na sociedade e lutando para que ninguém fique sem água.

Toda a semana dezenas de novos flagrantes chegam à nossa redação e vários outros são feitos por nossas equipes com o intuito de conscientizar a população. Porém, de nada adianta, pessoas levantar de madrugada para lavar calçadas e outras colocarem lona na frente do portão para poder lavar o carro dentro da garagem sem que ninguém o flagre. Afinal, quem será que essas pessoas estão querendo enganar?

“Não adianta nada eu acordar de madrugada para lavar calçada e continuar desperdiçando água. Vou estar enganando eu mesma. A lei está aí e é para ser cumprida e não para eu tentar driblá-la. Não era nem pra ter fiscal, nós mesmos que deveríamos ter consciência e nos policiar para não desperdiçar”, fala a dona de casa, Ana Lucia Semeguini.

Em nota, a prefeitura de Potirendaba informou que a campanha e a fiscalização continuam. Para denunciar o desperdício bastar ligar no 0800-7706585 ou 3827-9200.

(Foto: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias ,

Related Posts