Moradores de Nova Aliança reclamam da demora para agendamento de exames

Posted by at 14:26 Comments Print

Reportagem de 24/09/2019

Moradores de Nova Aliança (SP) tem reclamado da demora para o agendamento e a realização de exames no município. A espera é tamanha que um idoso de 72 anos infelizmente acabou morrendo e não conseguiu realizar um exame.

O idoso, Gilberto Alves, infelizmente acabou morrendo no último dia 30/08, aguardando uma endoscopia. O filho dele, o motorista, Josué Alves, conta que o pai sentia fortes queimações no estômago e acabou morrendo com uma bactéria no estômago e pneumonia.

“Como não temos condições de pagar o exame, infelizmente tivemos que aguardar a peregrinação do SUS. Meu pai passou pelo médico em abril e quatro meses depois ele acabou morrendo e não conseguiu marcar o exame”, fala.

O aposentado, Osmair de Jesus Pacheco, afirma que passou pelo médico clínico geral há quase um mês, no qual solicitou exames de sangue e uma endoscopia, porém, até agora ainda não foram marcados. Ele pediu ajuda da Gazeta através do WhatsApp do jornal.

“Eu sofro de úlcera nervosa e tenho gastrite. O médico me pediu uma endoscopia e exames de sangue de rotina, mas isso já tem quase um mês e até agora ninguém me ligou para agendamento”, reclama.

Josué diz ainda que também solicitou um exame de sangue já tem mais de 20 dias e que até agora ainda nem foi coletado. “Minha esposa está desde junho aguardando para fazer exame de sangue e até agora nada de ser coletado. Infelizmente temos sofrido bastante com essa demora aqui em Nova Aliança, pois dependemos da saúde pública”, explica o motorista.

Nossa reportagem apurou que, além dos exames de sangue e endoscopia, os exames de colonoscopia e ressonância magnética também possuem uma enorme fila de espera na cidade. Além de São José do Rio Preto, o município regula também pacientes para Catanduva.

Na manhã desta terça-feira (24/09), nossa reportagem entrou em contato com a secretária de saúde da cidade, Andréa Luiz Machado, que de imediado negou que a cidade tenha fila de espera para realizar exames e diz que se trata de “politicagem”. Questionada sobre quais exames são realizados no município, ela pediu para nossa produção enviasse um e-mail com os questionamentos.

A Gazeta enviou o e-mail às 11h15 e estipulou um prazo de três horas para a reportagem ir ao ar, porém, até agora, ela não retornou nosso contato. Questionamos ainda o prefeito da cidade, Vandil Baptista Casemiro, que também não respondeu nossas perguntas.

(Foto: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , ,

Related Posts