Justiça multa e caça registros de Pavan e Coiado por compra de voto e promessa de cargo durante eleição em Potirendaba

Posted by at 13:47 Comments Print

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE), multou e cassou o registro dos candidatos, Alcides Pavan (PMB) e José Carlos Coiado Santiago (PPS), por promessa de cargos durante a campanha eleitoral de outubro de 2016. O vídeo da denúncia foi publicado com exclusividade aqui na Gazeta do Interior.

De acordo com a ação de investigação judicial eleitoral publicada no Diário da Justiça Eletrônico nesta quinta-feira (27/04/2017), Pavan teria realizado a captação ilícita de apoio político e compra de voto por promessa de emprego, aumento salarial e cargo de confiança. Os então candidatos foram condenados a multa, além da cassação dos registros de suas candidaturas.

Os juízes do TRE, por votação unânime, decidiram rejeitar a decisão preliminar e dar provimento aos recursos. Pavan e Coiado foram derrotados pelo candidato adversário, mas caso tivessem sido eleitos, poderiam ter também os diplomas cassados.

No dia 23 de setembro do ano passado, a Gazeta mostrou o vídeo em que o candidato aparece junto com o vice prometendo cargo a funcionária pública, Juliana Cícero da Silva Santos. O vídeo gravado pela própria mulher, no dia 30 de agosto de 2016, após ser exibido aqui na Gazeta, atingiu a marca de quase 11 mil acessos.

A defesa dos candidatos disse que Juliana convidou Pavan e Coiado para reuniões em sua casa e que ela tentou induzir ambos a oferecerem propostas de emprego e aumento de salário. Trecho da defesa diz que os dois negam que tenham prometido cargo e que o vídeo é de péssima qualidade de som e imagem.

Nós tentamos contato com Pavan e Coiado, mas eles não foram encontrados para falar sobre o assunto. O valor da multa ainda não foi estipulado pela justiça e a decisão cabe recurso .

(Foto: Reprodução vídeo-arquivo)

Destaques Política Últimas Notícias , , ,

Related Posts