Justiça decreta internação de adolescente após fazer menção de ataque em escola

Posted by at 15:03 Comments Print

A Vara da Infância e Juventude de São José do Rio Preto determinou a apreensão de um adolescente de 16 anos suspeito de ameaçar cometer atentado contra uma escola do município. Ele foi apreendido pelos Policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE) na manhã desta segunda-feira (16/09/2019).

O mandado foi expedido pelo juiz da Vara da Infância e Juventude, Evandro Pelarin. Segundo a decisão, o jovem que já vinha de outras instituições com o mesmo histórico, teria ameaçado realizar um massacre no dia 20 de setembro em uma escola da cidade, mas não poderia informar qual seria.

Em trecho do documento, o estudante teria ido à escola com uma camiseta em alusão ao ataque à escola de Columbine, registrado em 20 de abril de 1999, nos Estados Unidos. 12 alunos e um professor foram mortos por dois adolescentes, além de deixar outras 21 pessoas feridas.

Em Rio Preto, o possível ataque foi relatado à Justiça que determinou a apreensão do estudante. Ele vai ser ouvido pelo juiz, onde ficará detido por cinco dias aguardando vaga em uma Fundação Casa.

Em abril deste ano, um adolescente de 14 anos também foi detido em Bady Bassitt após criar uma lista com nomes de colegas de escola que iriam ser assassinados. O juiz Pelarin também chegou a decretar a internação provisória do menor.

De acordo com a Polícia Civil, duas alunas da Escola Municipal João Matheus Telles de Menezes comunicaram a direção da instituição que o estudante teria criado a lista, escrita à mão, com 17 nomes de alunos dividida em três grupos “salvar”, “machucar”, “matar” e no final “se matar”. O massacre estaria marcado para acontecer no dia 22/04.

Possível ataque em faculdade de Rio Preto deixa alunos em pânico

Um estudante da Unirp fez postagens em sua rede social prometendo um possível ataque nesta segunda-feira (16/09/2019) e deixou alunos da faculdade em pânico. A mãe do jovem trancou a matrícula do estudante na última sexta-feira (13/09).

De acordo com a instituição, o jovem teria discutido com um professor do curso de direito, do qual ele é aluno. Após o fato, ele começou a realizar postagens em seu perfil e passado a ameaçar a faculdade.

As postagens provocaram pânico nos alunos e fez com que a faculdade pedisse reforço da polícia. Em nota, a instituição de ensino disse que já tomou todas as providências e pediu o reforço da segurança na unidade que fica no bairro Boa Vista.

unirp rio preto

(Fotos: Luiz Aranha/Gazeta do Interior e colaboração leitores)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , , , ,

Related Posts