Juiz de Potirendaba proíbe imprensa em cobertura de júri popular na cidade

Posted by at 13:44 Comments Print

O juiz de Potirendaba, Marco Antonio Costa Neves Buchala, proibiu na tarde desta última segunda-feira (01/07/2019), a cobertura da imprensa para gravação e transmissão de um júri popular no município. Um pedido formal feito pelo jornal Gazeta do Interior foi indeferido pela autoridade.

O documento protocolado no último dia 18 de junho pedia a autorização para a cobertura do próximo júri que acontece nesta quarta-feira (03/07). Escrito a próprio punho, Buchala indeferiu o pedido e pediu o arquivamento do mesmo.

“É proibida a emissão de qualquer manifestação de apreço ou desapreço ao acusado; sendo assim, estritamente proibida a obtenção e divulgação de qualquer imagem ou vídeo, bem como gravar áudio por qualquer meio na sessão do júri”, disse o juiz em sua decisão.

indeferimento juíz

Em fóruns de todo o país, a imprensa tem livre acesso ao plenário do júri para coberturas jornalísticas com a produção de filmagens e de fotografias, sempre preservando a identidade dos jurados e também do réu. Na região da Gazeta onde há comarca como Tabapuã e Urupês também não há restrições.

O juiz de Urupês, Vinicius Nunes Abbud, não veja problema na cobertura jornalística. “Pessoalmente eu não vejo problema na transmissão desde que preserve o réu, testemunhas e jurados. Sabemos que existe interesse público e do trabalho da imprensa, então só temos que conciliar”, explica.

Casos de grande repercussão, como o julgamento do réu Renato Rodrigues, de 35 anos, no último dia 27/06, acusado de matar o próprio sogro a facadas em Tabapuã e vários outros em São José do Rio Preto sempre puderam ser filmados ou fotografados pelo jornalismo.

Um exemplo nacional foi o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi gravado e divulgado pela própria justiça do Paraná. A Gazeta do Interior reafirma a transparência e o compromisso do seu jornalismo com a comunidade em acompanhar fatos como este de grande relevância e de interesse da população.

Acusado de matar homem a facadas no bairro São Francisco vai a júri popular em Potirendaba

Será julgado nesta próxima quarta-feira (03/07/2019), o rapaz de 26 anos acusado de matar a facadas um homem de 30 anos na noite do dia 09 de setembro de 2016. O crime teria ocorrido no bar “Águia Lanches”, no bairro São Francisco, em Potirendaba.

Na época, Charles Medeiros da Silva, de 30 anos, estava em frente ao bar quando o autor, Severino da Silva Gomes, de 23 anos, pegou uma faca que estava na cintura e golpeou Charles que morreu na hora.

(Foto: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , ,

Related Posts