Jovem que pulou do carro dizia que não queria mais viver por causa do preconceito familiar

Posted by at 9:54 Comments Print

Jonas Garcia

jonas@gazetainterior.com.br

O preconceito seria o real motivo da tragédia que abalou a cidade de Tabapuã no final da tarde desta quarta-feira (23). Segundo familiares da adolescente de 15 anos, Luanna de Oliveira Grizostte, a jovem já tinha tentado o suicídio pelo menos uma vez e dizia que não queria mais viver por conta do preconceito familiar.

Luanna, a mãe e o padrasto seguiam para o sítio da família que fica em um bairro na zona rural de Tabapuã. No meio do caminho a menina decidiu saltar do carro em movimento. Um caminhão que vinha no sentido contrário não conseguiu desviar e acabou passando por cima da perna da adolescente que acabou morrendo no local. O motorista do caminhão, o empresário Ronaldo Antônio Pace (40), ficou preso nas ferragens e também não resistiu aos ferimentos.

A mãe de Luanna, Rosana Barbosa de Oliveira, 47, pulou para tentar salvar a filha e sofreu ferimentos leves. O passageiro do caminhão, Evanil Donizeti de Osti, (47), e a mãe de menina foram socorridos até o hospital de Catanduva e passam bem.

O tio da adolescente, Dirceu Galego, disse que Luanna já tinha tentado se matar por causa do preconceito sofrido dentro de casa. “Os pais e os avôs não aceitavam as opiniões e as decisões dela. Foi aí que ela tomou calmante e agora se suicidou de uma forma tão trágica”, conta o tio.

Nas redes sociais, amigos demonstraram gestos de carinho e amor. Em um dos comentários deixados por uma amiga da menina em seu perfil pessoal, expressava verdadeiramente o que Luanna cometeu. “Sério mesmo, que você foi? Diz que é só um pesadelo que vai passar, nunca pensei que iria te ver partir, achou que resolveria seus problemas acabando com a própria vida. :/”.

O acidente também causou revolta em diversos populares nas redes e moradores da cidade. ” Ela deveria ter se matado sozinha e não ter envolvido o coitado que deixou a família, por causa de uma ignorante que só pensou nela”, expressa um dos comentários deixados no portal Gazeta.

Uma tragédia que inevitavelmente suicidou a vida de uma jovem que não queria mais viver e tirou a vida de um pai de família que tinha todos os motivos para continuar vivendo.

O corpo de Luanna e do empresário Ronaldo Pace estão sendo velados no cemitério Municipal de Tabapuã. O sepultamento de ambos os corpos está marcado para as 11h00 desta quinta feira (24). (Colaborou Luiz Aranha)

(Fotos: Arquivo pessoal e editoria de artes Gazeta do Interior)

 

 

 

Cidades Destaques Últimas Notícias , , , , , , , ,

Related Posts