Joias da casa: Artistas da região também fazem sucesso nacionalmente

Posted by at 9:03 Comments Print

Eles não moram perto do eixo Rio-São Paulo, mas mesmo assim levam o nome da região para todo o país. São músicos que mesmo morando no interior, longe dos grandes holofotes, conseguem destaque nacional com seus talentos.

É o caso do cantor Adriano Jr, 41 anos, que completou 28 anos de carreira e lançou três discos e um cd. Natural de Sertãozinho, o cantor veio aos 17 anos para Uchôa. Ele conta que começou a fazer sucesso em 1985, com apenas 12 anos, quando foi contratado por uma das maiores gravadoras do país na época, que hoje pertence à multinacional Warner Music do Brasil.

Seu primeiro disco foi um sucesso e venderam 80 mil cópias com músicas que marcou toda uma geração como ΓÇÿMãeΓÇÖ e ΓÇÿSó Telefonei Pra Dizer Que Te AmoΓÇÖ. Em 1987, lançou mais um disco produzido por Pinóchio, responsável por lançar grandes duplas, como César Menotti e Fabiano e Jorge e Mateus e novamente venderam 80 mil cópias.

No ano seguinte, um golpe. A carreira promissora de Adriano foi prejudicada por questões empresariais. “Eu só queria saber de cantar, não me importava para dinheiro, quando meu ex-empresário enriqueceu, ele quis parar e me deixou sozinho”, conta de forma resumida como foi o problema.

No entanto, Adriano Jr. já tinha passado por diversos programas como: Faustão, Xuxa, Angélica, Raul Gil, Balão Mágico entre outros. Atualmente o cantor de todos os estilos musicais, faz uma média de seis shows por mês. Perguntado se tudo que passou valeu a pena, ele responde com convicção. “Com certeza! Foi fantástico! Hoje ainda vivo da música com o meu nome construído naquela época”, comenta Adriano.

Em breve Adriano pretende lançar uma música em parceria com o Lucas e Luan para voltar a fazer sucesso nacionalmente. “Um clipe com uma música certa, acredito que coloca a gente novamente no cenário, claro que precisamos um pouco de investimento, mas vamos trabalhar para isso”, diz o cantor.

Por outro lado, quem está com a carreira apenas começando é a dupla de DJs Rubens Neto, 26 anos, mais conhecido como Todd San Diego e Pablo Martines, 21 anos. Juntos eles formam o duo “San Martin” e ambos moram em Ibirá.

Todd conta que já conhecia o Plabo antes, mas ao tocarem juntos num mesmo evento em 2011, eles decidiram unir forças e em janeiro de 2012 lançaram o primeiro single ΓÇÿBest TimeΓÇÖ como San Martin. Que, aliás, foi a track mais vendida da gravadora Squad Music, a mesma gravadora que lançou Benny Benassi, em 2012.

Devido ao sucesso de ΓÇÿBest TimeΓÇÖ, a gravadora lançou mais duas músicas do San Martin: ΓÇÿBurn OutΓÇÖ e ΓÇÿIΓÇÖm Ready For YouΓÇÖ e já são sucesso de vendas em portais como Itunes e Beatport.

O grande diferencial deles em relação à maioria dos outros DJs, além da produção musical é o Live, quando algum instrumento, no caso deles a guitarra, acompanha o som do palco. Todd, que é multi-instrumentista, toca guitarra, violão, bateria e baixo, fala que passou a ter interesse pela música eletrônica em 2004 quando escutou pela primeira vez. Já Pablo que era jogador do time de base do Rio Preto Esporte clube, passou a ter interesse em 2009, ao assistir um show do Gui Boratto, considerado um dos melhores DJs do Brasil.

Atualmente, a dupla se apresenta quatro vezes por mês e hoje vive da música que produzem. “Nos primeiros meses do projeto, tínhamos outras fontes de renda. Eu trabalhava como gerente comercial numa empresa de venda de franquias e o Pablo era jogador de futebol, ficamos trabalhando em dois empregos até nos afirmarmos no mercado e abandonar as antigas profissões”, fala Todd.

A rotina de trabalho deles durante a semana é dentro do estúdio. “Trabalhamos em média quatro horas por dia de segunda a sexta produzindo músicas próprias e produzindo show”, explica Todd.

Embora, a dupla ainda não tenha se apresentado no exterior, suas músicas já tocaram em todo o mundo e em algumas das principais casas de show do país como: Pacha Floripa, Café De La Musique ambas em Florianópolis e Petit, em São Paulo. “É difícil se destacar em qualquer lugar, tudo depende do produto que você oferece ao mercado e do network que você vai construindo ao longo da carreira, embora não temos nada previsto para uma turnê internacional, mas é algo de nosso interesse no futuro”, finaliza Pablo.

(Foto: Divulgação / Editoria de Artes)

Cultura Destaques Últimas Notícias , ,

Related Posts