Idosa de 73 anos morre em hospital de Tabapuã (SP) aguardando vaga de UTI

Posted by at 9:29 Comments Print

Terça-feira, 02 de março de 2021

Uma idosa, de 73 anos, morreu na tarde desta última segunda-feira (01/03/2021), aguardando vaga para um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com COVID-19, em Tabapuã (SP). Ela estava internada no hospital da cidade havia quatro dias.

Segundo a Presidente da Associação Mantenedora do Hospital Maria do Valle Pereira, Sandra Simões Silva, a idosa estava internada na instituição desde a última sexta-feira (26/02).

“Infelizmente nós não temos estrutura para manter o paciente por muitos dias, apenas estabilizamos e depois regulamos até um hospital capacitado para COVID-19. Essa paciente ficou internada quatro dias aguardando um leito de UTI, mas infelizmente acabou não resistindo”, comenta.

Na manhã desta terça-feira (02/03), o Hospital de Tabapuã possui outros três pacientes que ainda aguardam regulação para leitos da região. Essa transferência depende do sistema de regulação via CROSS (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde) que faz a distribuição dos pacientes para as vagas, porém, que não esta havendo no momento.

De acordo com a instituição, dois idosos, um com 72 anos e outro com 83 anos, estão com máscaras de oxigênio e o estado de saúde deles é estável. O terceiro paciente teve uma melhora no quadro clínico, ainda passa por avaliação médica e poderá ter alta.

Na tarde desta última segunda (01/03), a Prefeitura de Tabapuã emitiu uma nota informando que, devido à falta de leitos destinados para pacientes com COVID-19 na nossa região, pacientes da cidade que necessitar de um leito de UTI seriam encaminhados para a capital paulista ou então para a baixada santista – a 450 e 500 quilômetros de distância da cidade, respectivamente.

O colapso no sistema público de saúde vem ocorrendo desde a última semana, quando hospitais aqui do noroeste paulista já estão com sua capacidade de leitos destinados a estes pacientes, completamente ocupada. Só agora em 2021, nas 12 cidades de circulação da Gazeta do Interior, 2.381 pacientes contraíram a COVID-19 e infelizmente 39 pessoas morreram vítimas da doença.

Nestes dois primeiros meses do ano, Tabapuã registrou 200 casos positivos do novo coronavírus e infelizmente seis mortes. Desde o começo da pandemia já são 721 casos confirmados e 21 óbitos provocados pelo vírus.

REGIÃO

Em Irapuã (SP), cidade vizinha de Urupês (SP), um paciente, de 48 anos, morreu também aguardando um leito de UTI. Ele teria dado entrada no Pronto Socorro do município na noite do último dia 25/02, mas infelizmente acabou morrendo na manhã seguinte porque não havia vaga em nenhum hospital.

No mesmo dia, a Prefeita da cidade, Reni Silva (DEM), decidiu criar um decreto para colocar a cidade na “Fase-vermelha” do Plano São Paulo de Flexibilização, que começou a valer nesta última segunda (01/03). Apenas serviços considerados essenciais poderão funcionar até o dia 07 de março, podendo ser prorrogado. Irapuã contabiliza mais de 350 casos de COVID-19 e sete mortes.

Em Nova Granada (SP), três pessoas também morreram por falta de vaga em leitos de UTI. As vítimas são um homem de 47 anos, um idoso de 86 anos e outra idosa de 82 anos. Todos estavam internados na Urgência Respiratória da Santa Casa do município, mas infelizmente não resistiram às complicações da doença.

(Foto: Luiz Aranha/Gazeta do Interior)

Cidades Covid-19 Destaques Últimas Notícias

Related Posts