Ibirá continua não informando casos de dengue; prefeito é um dos que está contaminado pela doença

Posted by at 18:08 Comments Print

Na última semana a Gazeta do Interior mostrou que Ibirá foi a única cidade das 12 de circulação do jornal que não informou o número de casos de dengue. Nesta segunda-feira (2), a Gazeta entrou novamente em contato com a prefeitura, mas todos continuam escondendo os dados. O prefeito, Nivaldo Domingos Negrão, também foi picado pelo mosquito e a cidade já vive estado de emergência.

A reportagem publicada pelo Portal mostrou que a região já soma quase 400 casos da doença de janeiro até agora. Tabapuã que está em epidemia é a cidade que tem o maior número de pessoas infectadas, um total de 133 registros.

Elisiário, Novais e Catiguá também estão em epidemia. A maior explicação para o surto de pessoas doentes nessas cidades é que vizinha a Catanduva já ultrapassa os 2,1 mil casos.

A coordenadora de saúde de Ibirá, Silene Cristina Cioca, fala que todo o trabalho possível vem sendo realizado. “Não estamos parados, estamos lutando com todas as forças para combater o mosquito. Está tendo médicos à mais na Santa Casa aos fins de semana para poder atender os moradores. As equipes de apoio estão nas ruas e amanhã começa, no bairro São Benedito, limpeza de terrenos com máquinas e funcionários. Na quinta-feira faremos campanha de recolha de criadouros com alunos e o carro de som também está passando na cidade”, diz.

Ouvidos pelo jornal, os moradores estão com medo e acreditam que a cidade já passa dos 100 casos confirmados da doença. “Esse fim de semana tinha mais de 40 pessoas no hospital esperando atendimento. Está fora de controle e todo mundo que eu tenho conversado fala que tá com dengue”, fala a aposentada Sebastiana do Carmo Mendes.

Ibirá tem 11.740 moradores e se o número for concreto a cidade já vive epidemia. A princípio Silene disse que qualquer um sabe da quantidade de pessoas com dengue e que era para todos falarem, porém no fim da entrevista ela se contradiz. “Só posso dizer que estamos em estado de emergência e não estamos em epidemia. O número não posso passar a pedido do Centro de Vigilância Epidemiológica Regional (GVE)”, disse.

Nossa reportagem tentou então pedir os números de pessoas doentes para o prefeito da cidade, já que ele também está contaminado. Por telefone, Nivaldo Negrão, pediu um tempo. “Me dá um tempo? Dá pra vocês respeitarem?”.

Dissemos ao prefeito que nós respeitamos e quem não está sendo respeitada é a população. O prefeito então desligou o telefone.

A Gazeta vai continuar tentando descobrir o número de casos de dengue que a cidade possui a fim de divulgar e conscientizar os moradores na luta contra o mosquito.

(Fotos: Diogo De Maman/Gazeta do Interior-arquivo)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , ,

Related Posts