Horário de Verão termina hoje; atrase seu relógio em uma hora

Posted by at 9:20 Comments Print

Com o término do horário de verão marcado para a meia-noite de hoje, os relógios devem voltar a marcar 23h. Energia elétrica economizada dá para abastecer durante doze dias toda a região de cobertura da Gazeta do Interior.

Após 119 dias, desde o início do horário especial, a concessionária de distribuição de energia elétrica, CPFL, registrou uma redução de 0,4% no consumo de energia elétrica nas 27 cidades de sua área de concessão e ainda uma diminuição de 2,0% na demanda no horário de pico (das 18h às 21h), nesse período. Essa economia de consumo corresponde a 26.300 MWh, volume suficiente para atender as 12 cidades de cobertura da Gazeta durante doze dias.

A aceitação da população é um dos motivos apontados pelo sucesso dessa medida, uma vez que a mudança contribui para o lazer, além da economia e da diminuição dos riscos de falta de energia elétrica em horários em que o consumo de eletricidade é maior.

A economia é possível em razão do melhor aproveitamento da luz natural, já que esta defasagem de uma hora torna os dias mais longos.

História/ O Horário de Verão foi criado por Benjamin Franklin, em 1784, nos Estados Unidos. Ele percebeu que durante alguns meses o sol nascia antes das pessoas se levantarem. Então, se os relógios fossem adiantados em uma hora, a luz do dia poderia ser melhor aproveitada, havendo assim economia de velas. Hoje, é adotado em mais de 30 países.

Economia e qualidade de vida

O Horário de Verão termina à meia noite. Muitas pessoas já se acostumaram com a medida, que vem sendo adotada ininterruptamente desde 1985. Este horário especial está mais do que incorporado à cultura da população das regiões Sul, Sudeste, Centro Oeste e Distrito Federal.

Tem como objetivo principal a redução da demanda máxima do Sistema Interligado Nacional no período de ponta. Isso é possível pelo fato da parcela de carga referente à iluminação, normalmente acionada por volta das 18h, ser utilizada mais tarde, motivada pelo adiantamento do horário brasileiro em uma hora. Também há um deslocamento nos horários em que o consumidor faz uso da energia elétrica, pela mudança de hábitos na população.

O que ocorre nesse período de calor e férias é um aumento do consumo de energia elétrica acima da média, se comparada com o restante do ano, nos horários de pico. A quantidade de energia demandada, então, fica próxima à oferta do sistema nesses horários. O Horário de Verão é uma das tentativas de atuar preventivamente na redução dessa curva.

O Horário de Verão já está incorporado por grande parte da população. O fim de mais uma edição deixa a lição de que, com a alteração de hábitos cotidianos, os indivíduos podem alcançar resultados importantes em benefício da sociedade.

Dicas para economizar

Substitua as lâmpadas incandescentes pelas fluorescentes; dê preferência à iluminação natural; evite tomar banho de chuveiro elétrico nos horários de pico (das 17h às 21h).

Destaques Economia Últimas Notícias ,

Related Posts