Homem que matou aves do Zoológico de São José do Rio Preto é preso por policiais da DIG

Posted by at 13:43 Comments Print

O Setor de Inteligência da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São José do Rio Preto, prendeu na tarde desta quarta-feira (18/01), o homem suspeito de ter matado cinco aves do Zoológico da cidade. O ataque aconteceu na quinta-feira da semana passada, dia 12.

O suspeito foi encontrado na casa onde mora, no bairro Jardim Yolanda, em Rio Preto. Na casa dele os policiais encontraram três espingardas, diversos estilingues e um balde com centenas de bolas de gude.

A primeira informação da polícia é de que o homem era funcionário da prefeitura e teria sido demitido em dezembro. Motivo pelo qual teria levado o suspeito a cometer o crime.

O criminoso usou as bolas de gude para atacar seis aves. Três delas morreram naquele dia, sendo dois jacupembas e um aracuã. Um faisão prata morreu na segunda-feira, dia 16, e o urubu-rei morreu no dia seguinte, na terça-feira, dia 17.

O urubu-rei era uma das aves mais raras que viviam no Bosque. Veio transferido do zoológico de São Carlos e estava em Rio Preto desde 1998, de acordo com a prefeitura.

Ele estava sendo preparado para cirurgia em um Hospital Veterinário de uma faculdade a cidade, quando teve uma complicação vascular devido aos ferimentos graves. Ele tinha fratura exposta na tíbia e ferimentos nas asas. Os veterinários tentaram estabilizá-lo, mas ele não resistiu.

O urumutum é a única ave atacada que ainda está viva. A ave vai passar por cirurgia na tarde desta quarta-feira. Segundo a veterinária que cuida do animal, ele foi atacado em uma das pernas e sofreu fratura no fêmur.

O suspeito que ainda não teve o nome divulgado será levado para a Central de Flagrantes da cidade. Segundo a DIG ele vai responder por maus-tratos, cuja pena pode chegar a um ano e quatro meses de prisão, além disso, pode pagar multa de R$ 33 mil – R$ 6 mil para cada um dos animais mortos e R$ 3 mil para o ferido. De acordo com o delegado que cuida do caso, ele pode responder ainda por dano ao patrimônio público por invadir o local e matar os animais.

(Foto: Colaboração Delegacia de Investigações Gerais)

Cidades Destaques Últimas Notícias , , ,

Related Posts