Grupo de agronegócio e Fundecitrus iniciam campanha contra o greening em Tabapuã

Posted by at 11:09 Comments Print

Unidos Contra o Greening. Esse é o tema da campanha promovida por um grupo de agronegócio em parceria com o Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus), iniciada agora em outubro de 2018, na região de Tabapuã.

Durante a campanha, serão duas frentes de ação – uma educativa, com conscientização da população dos moradores e produtores rurais, e outra para substituição dos pés de murta, também conhecida como dama da noite e de laranja que estejam contaminados com a bactéria causadora do greening por novas mudas de árvore.

O greening, ou amarelão, é causado por bactérias que são transmitidas para os pomares. A contaminação tem força para dizimar um pomar inteiro.

De acordo com o Fundecitrus, no estado de São Paulo, 16,73% das laranjeiras do cinturão citrícola de São Paulo e Triângulo Mineiro estão contaminados com o greening. Na microrregião de Rio Preto, a taxa vem aumentando – no ano passado, foi de 5,49%, contra 3,3% em 2016.

Segundo Rodrigo Rodas Lemo, diretor de operações do Grupo Junqueira Rodas, está sendo realizada uma varredura em toda a área urbana e rural para substituir os pés de murta e laranja contaminados por mudas de plantas ornamentais, que serão doadas. “Somente com um monitoramento rigoroso, tanto do inseto que transmite as bactérias como de plantas contaminadas, é possível controlar o greening”, ressalta.

Unidos contra o greening

Há três anos, o Grupo Junqueira adotou rígido controle fitossanitário contra o greening. As ações são baseadas no Alerta Fitossanitário do Fundecitrus. Com a inserção do protocolo, notou-se queda de 1,86% em 2013 para 0,46%, em média, em 2015 em todas as fazendas do grupo, uma redução de 73%.

Semanalmente, o Grupo realiza avaliações das armadilhas amarelas, instaladas a cada 50 metros, no perímetro das propriedades. Se é encontrado um psilídeo na armadilha, ações de controle são desencadeadas, com aplicações de defensivos e eliminação de árvores doentes.

“O grupo também segue à risca os protocolos do Fundecitrus, enviando periodicamente informações sobre a população do inseto, com planos de ação em pontos críticos’’, ressalta o diretor.

(Foto: Divulgação)

Agronegócio Destaques Últimas Notícias , , ,

Related Posts