Fumaça e mau cheiro incomodam moradores de Tabapuã

Posted by at 18:45 Comments Print

Jonas Garcia

jonas@gazetainterior.com.br

Moradores do bairro Morada do Sol e de bairros vizinhos da cidade de Tabapuã vem sofrendo, desde o início da tarde de sábado, do dia 24, com o mau cheiro e fumaça provados por um ponto de apoio da prefeitura.

Nossa equipe de reportagem foi ao local na tarde dessa terça-feira (27) e verificou que no local há restos de madeiras jogados pelas empresas de móveis instaladas na cidade, galhos e entulhos.

“ O cheiro é insuportável, sábado não se conseguia ver a praça de tanta fumaça que tinha. Parece que estão queimando o lixo aqui perto”, disse uma das moradoras que preferiu não se identificar com medo de sofrer represálias. “ Tenho um neto pequeno, e o garoto sofre de bronquite. Imagina o quanto não gastei com farmácia?”, continua a moradora.

Por outro lado, a comerciante Joyce Monica de Oliveira de 43 anos informou que tentou resolver a situação, mas não conseguiu resultados. “ No sábado liguei para a Polícia Militar, achando que era alguma queimada mas fui informada que não era e que eles não poderiam fazer nada. Me indicaram falar na prefeitura. Liguei no pátio de obras, porém o responsável não foi encontrado e nada foi feito”.

O problema continuou no domingo, pois a fumaça e o odor voltaram no período noturno, cessando pela manhã. Na segunda, dia 26, alguns moradores tentaram resolver a situação ligando para a prefeitura e quando acharam que o problema estava resolvido, novamente foram surpreendidos pela fumaça e odor. “Não sei se fico trancada dentro de casa passando calor, ou se vou pra fora e tento me acostumar com a fumaça e o mau cheiro. Está difícil!”, disse a comerciante.

Hoje, durante todo o dia, vários caminhões pipas de empresários e usinas da região colaboraram para acabar com o fogo que perdura desde o fim de semana.

Segundo o Secretário Municipal do Meio Ambiente, José Pedro Inocêncio de Mello, já foram usados mais de 750 mil litros de água para tentar conter a fumaça e os focos de incêndio, mas ainda não foi totalmente controlado. “Desde sexta-feira, já foram usados mais de 25 caminhões pipa, mas sempre surge um novo foco. Vamos retirar todo esse material daqui”, informou o secretário.

(Fotos: Jonas Garcia)

Cidades Destaques Últimas Notícias

Related Posts