Falta de faxineiras deixa alunos sem aula em escolas estaduais da região

Posted by at 15:39 Comments Print

Reportagem de 12/08/2019

A falta de faxineiras tem deixado alunos sem aula em várias escolas estaduais da região. Em Nova Aliança, na Escola Estadual Gabriel Cozzetto, a direção foi obrigada a pagar uma funcionária com recursos da própria instituição.

A explicação para o problema, segundo os pais, é por causa da não renovação do contrato entre a diretoria de Ensino de José Bonifácio com a empresa que presta serviços de limpeza nestas escolas. A falta de profissionais já se arrasta há pelo menos três semanas e sem condições de higiene, os alunos estão ficando sem aula.

É o que aconteceu na semana passada na Escola Estadual Gabriel Cozzetto, em Nova Aliança. Sem faxineiras para limpar os banheiros, os quase 600 alunos foram obrigados a ficar em casa.

Para resolver o problema temporariamente, a direção da instituição resolveu contratar, com recursos da própria escola, duas faxineiras para que as aulas não fossem novamente interrompidas. Todas as escolas que são atendidas pela Diretoria de Ensino de José Bonifácio enfrentam o mesmo problema.

“Nós mães ficamos preocupadas devido a este surto de sarampo que está ocorrendo em todo o estado. Sem a higiene necessária nas escolas, muitas doenças e bactérias podem ser transmitidas para os alunos”, reclama uma mãe que também é professora e prefere não ser identificada.

Pai de uma aluna da Nova Aliança, o funcionário público, Luciano Venturin, diz que as aulas eram para ter sido iniciadas no último dia 31 de julho, mas por falta de faxineiras para limpar o prédio, os alunos só puderam retomar às atividades no dia 1º de agosto.

“Eu entrei em contato com a secretaria de educação do estado e fui informado por e-mail que quem pediu a mudança da empresa foi a própria diretoria de ensino de José Bonifácio, onde uma nova licitação foi realizada e uma empresa foi a vencedora. Dias depois as empresas que perderam contestaram a licitação e agora será feita uma audiência para definir uma empresa vencedora”,

A Secretaria de Educação do Estado disse em nota que as aulas na Escola Estadual Gabriel Cozzetto retornaram só no dia 1º de agosto por causa de uma forte ventania registrada na região, onde as atividades tiveram que ser suspensas. Sobre a falta de funcionários da limpeza, a Secretaria disse que a prestadora de serviços de limpeza anterior teve seu contrato rescindido por não cumprir questões trabalhistas e que um processo licitatório para contratação de uma nova empresa está em fase final e, enquanto isso, a equipe gestora tem reunido esforços para manter a limpeza das unidades.

(Foto: Agência Gazeta do Interior)

Cidades Destaques Últimas Notícias , ,

Related Posts